Kia Stinger GT, a maior surpresa do Salão de Detroit

Nem carros norte-americanos, nem europeus ou japoneses. Quem roubou a festa no Salão de Detroit foi o surpreendente Kia Stinger. Antecipado diversas vezes como Kia GT, o Stinger tem como objetivo claro fazer a Kia subir mais um degrau na sua credibilidade e na imagem de marca, com um esportiva desenhada com todo o cuidado pela equipe liderada por Peter Schreyer. E a verdade é que debaixo do comando de Albert Biermann, o antigo chefão da BMW M Performance, este Kia Stinger GT promete, e muito!

kia8_0

Debaixo da bela carroceria de um cupê de quatro portas, está o motor 3.3V6 bi de 365 cv e torque de 51 mkgf. É este motor que dá o sobrenome GT ao Stinger. Com estes números, o Stinger GT, ajustado em Nurburgring, bate de igual para igual com o BMW 440i (modelo que foi usado como base para o desenvolvimento do Stinger GT, por influência, claro, de Biermann) e estará à venda na Europa no final deste ano, tendo como rivais o Audi A4, BMW Série 3 e Mercedes Classe C. Falta-lhe a esta versão GT um pouco de fôlego para chegar aos BMW M3 e Mercedes C63 AMG, mas fazendo frente ao Audi S4.

O desenho foi muito cuidado e traz reflete muitas das pistas que os sucessivos protótipos foram revelando nos últimos anos. Difícil acreditar que é um carro coreano.

Utilizando caixa de câmbio automática de oito velocidades, o Stinger tem tração traseira -e pode ser encomendado com tração integral- sendo capaz nesta versão GT de fazer de zero a 100 km/h em 5,1 segundos, com velocidade máxima de 268 km/h. Estes dados, junto com a potência e o torque disponíveis, conseguem fazer o Stinger GT mais disposto que o Audi S4, recentemente anunciado, de 353 cv e 0 mkgf vindos do 3.0V6 turbo.

O Stinger terá versões mais simples, com motores de quatro cilindros a gasolina e diesel, além da versão híbrida Plug-In, a mesma configuração do Niro. Está confirmado o motor 2.0 a gasolina de 255 cv e 35 mkgf de torque, e o 2.2 turbodiesel de 200 cv e 44 mkgf de torque. Este esforço feito pela Kia se deve ao fato da necessidade de elevar mais a imagem da marca e oferecer algo em termos de comportamento e de refinamento interior semelhantes ao encontrado nos carros alemães, em especial o BMW Série 3.

kia1_2

A plataforma do Kia Stinger é a base modificada do Genesis, 55% da qual é feita de aços de elevada densidade e baixo peso, explicando a marca sul coreana que o chassi está mais rígido e muito mais leve, com reduzidos níveis de ruido, vibração e aspereza, para garantir aquilo que a Kia considera ser um interior silencioso.

A suspensão tem sistema McPherson na dianteira e eixo multibraços independente atrás, que os técnicos da Kia explicam ter sido afinado para oferecer ótima sensação ao motorista no que toca ao comportamento. Os amortecedores são adaptativos, novidade na marca sul coreana e que recebeu o nome de “Dynamic Stability Damping Control” (DSDC). O sistema está calibrado para maior agilidade em curva e estabilidade direcional em reta.

Tudo isso é necessário, pois o Stinger não é um carro pequeno. Com 4.831 mm de comprimento, 1.890 mm de largura e 1.400 mm de altura, está mais próximo do segmento do Mercedes Classe E e concorrentes alemães do que do segmento do BMW Série 3. São mais 20 cm que um Série 3 e está a 11 cm do Série 5, no que toca ao comprimento. Na largura, é maior que o Série 3 (5,98 cm), estando 4,1 cm mais baixo que o BMW. A distância entre-eixos de 2.906 mm é maior em 9,6 cm que o Série 3. Portanto, o Stinger está posicionado entre os dois segmentos.

kia12_0

Outra novidade na Kia é a oferta de modos de condução. São cinco oferecidos, ajustando não só a firmeza da suspensão, mas também a resposta da direção com assistência variável elétrica. E neste particular, a Kia faz questão de explicar que o motor elétrico está montado direto na caixa de direção, algo que melhora a sensibilidade e rapidez de resposta, e diminui as vibrações.

O Stinger GT tem rodas aro 19 calçadas com pneus 225/40, que escondem os freioss Brembo com pinças de quatro pistões na frente e dois pistões na traseira. Os modelos com motores de quatro cilindros terão rodas de 18 polegadas com pneus 225/45.

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO