Sem noção: os nomes mais estranhos de carros

Batizar uma pessoa não é fácil. Imagine então dar nome a um automóvel? A tarefa de escolher nomes para os automóveis fácil mas não é, e a lista que AUTO&TÉCNICA reuniu é a maior prova disso. Hoje em dia, existem marcas que, para evitar situações constrangedoras, gastam fortunas no desenvolvimento de programas de informática para gerarem nomes aleatórios e ao mesmo tempo sedutores. Certas estão a Porsche, Mercedes, Audi e Peugeot, entre outras, que preferem combinar letras e números para identificar seus carros e, assim, não correr riscos.
laputa

Um desses exemplo é a Lotus. O nome Evora foi gerado por um computador, considerando as palavras evolution, vogue e aura. E como é tradição da marca, o nome começa por E (Europa, Elan, Elise, Evora…). Já a Volkswagen escolheu o nome Virtus para seu futuro sedã nacional. Não teve a menor preocupação com a referência ao Hemovirtus (remédio para hemorróidas) ou que o modelo seja apelidade de Virus…

Feitas estas ressalvas, vamos então baixar o nível da conversa e apresentar os nomes mais insólitos da indústria automotiva. Uma palavra pode ter significado numa determinada língua, e ser verdadeira ofensa em outra. Comecemos com um órgão sexual…

Honda Fitta

fitta_1409856466_600x338

Honda Jazz em alguns mercados, Fit em outros (inclusive Brasil) e Fitta nos demais. Até aí nada demais, se “Fitta” não fosse palavra norueguesa para vagina. Qando soube dessa infeliz coincidência, a marca japonesa alterou o nome para Honda Jazz, como é comercializado na Europa. Mas o estrago estava feito.

Mercedes-Benz Vito

mg_9576

Os alemães parecem ter alguma tendência para escolher nomes infelizes. Caso contrário, isso evitaria que surgissem modelos batizados de maneira perigosa, como o Mercedes Vito, que em sueco é referência à genitália feminina.

Toyota Carina

toycari2_750_500_70

Sem fugir da região genital, masculina ou feminina, passamos ao Toyota Carina. Faltou astúcia aos orientais, que não desconfiaram que a palavra “karina” em croata significa algo como “pênis gigante”.

Buick Lacrosse

1375200762979

A GM também teve seus vacilos. O diria o respeitável proprietário de um Buick Lacrosse se soubesse que o nome do modelo significa, em francês, “masturbação”?

Kandi Coco

images (1)

Do lado escatológico dos nomes errados, temos este simpático carrinho elétrico da Kando chinesa. Foi vendido nos Estados Unidos em 2009, cópia escancarada e eletrificada do Smart. Com uma carga de bateria rodava até 100 km//h e atingia a velocidade máxima de 50 km/h. Durante bom tempo foi o carro mais barato do mundo, custando menos de US$ 900. Maravilhoso? Não é o que o nome Coco sugere.

Ford Pinto

Ford Pinto

Esse é um exemplo clássico. Nos Estados Unidos, Pinto é uma raça de cavalo. E no Brasil é o que sabemos ser. Por muito pouco o Maverick, nos anos 1970, não se chamou Pinto no Brasil.

Chana

Chana

Neste caso, não é o nome de um carro, e sim uma marca chinesa de veículos comerciais. Um nome tão feminino, referência pejorativa ao órgão sexual feminino.

Mitsubishi Pajero
Mitsubishi Pajero

Falta de cuidado e pesquisa dá nisso. O Mitsubishi Pajero é um dos SUVs mais conhecidos da marca japonesa. O nome do modelo, por outro lado, não foi uma escolha muito feliz. E por que? Porque para os “nuestros hermanos latinos”, a palavra Pajero indica uma “pessoa que se masturba”. Por isso nos países de língua espanhola, é vendida como Montero.

Chevrolet Epica

 photo

Variações sobre o mesmo tema. Epica era a versão Chevrolet do Daewoo Tosca (outro nominho infeliz). Da próxima vez que cruzar com esse carro na Europa, não se assuste com o nome, é isso mesmo. Foi fabricado entre 2006 e 2011.

Kia Besta

Kia Besta

O triplo sentido do nome diz tudo. Besta pode ser o idiota que comprou. Besta é uma das formas de se referir ao diabo. E besta é quem mantém relações sexuais com animais. Quando a Besta chegou ao Brasil, o importador tentou justificar o nome como Best-A, algo como o melhor, nível A ou algo que o valha. Não colou. A Asia Towner era chamada de “bestinha”.

Opel Ascona

opelasconasportsr

Ascona era o nome que a Opel deu na Alemanha ao carro que aqui conhecemos como Chevrolet Monza. Quando o primeiro modelo foi lançado em 1973, o Opel Ascona teve seu nome alterado em vários mercados, como Portugal, para Opel 1204. A razão? Cona é vagina em algumas línguas. “As cona…”.

Daihatsu Naked

Daihatsu Naked

Naked, significa pelado em inglês. Precisa dizer mais?

Citroën Picasso/Kia Picanto

2013-Citroen-Picasso-2002 kia-picanto-2015

Mais um pouco de variações do mesmo tema. Picasso é o sobrenome do famoso pintor, mas pode ser outra coisa. Picanto pode ser uma variação de “picante”, mas também pode lembrar outra coisa…

Mazda Laputa

Mazda Laputa

Esse merece ser aplaudido em pé. É o supra-sumo da burrice, a cereja do bolo do descuido. Inspirado no livro “As viagens de Gulliver”, de Jonathan Swift, Laputa era uma ilha flutuante que podia ser movida por meio de magnetismo. Isso na explicação ingênua da coisa. Para nós brasileiros, o nome deste modelo tem apenas um significado.

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO