TEST DRIVE: Ford Focus SE Plus 2.0

Esta nova geração do Ford Focus foi apresentada na metade de 2015 já como linha 2016. Atualizado, o modelo é a arma da marca para se manter forte no segmento da qual é líder, enfrentando modelos de peso como o VW Golf ou Chevrolet Cruze.

20170130_142707

As mudanças no visual foram bem marcantes na dianteira, que recebeu novos faróis, capô e para-choque. Tudo lembrando o “irmão” mais velho Fusion. A grade -em formato trapezoidal- ganhou mais destaque no conjunto. O desenho geral ficou mais refinado e elegante, e o Cx (coeficiente de penetração aerodinâmica caiu 3%, indo para bons 0,287.

20170130_143424

 
O Focus SE  passou a ser a versão de entrada, com motor 1.6, seguido do SE Plus 1.6 e 2.0. A versão avaliada por AUTO&TÉCNICA foi a Plus 2.0 Plus com câmbio automático de seis velocidades (os 1.6 são apenas com câmbio manual), que já vem equipada entre outros com controle eletrônico de estabilidade e rodas de aro 17. Se a frente é nova e de lado apenas as rodas foram modificadas, na traseira a evolução incluiu a tampa, lanternas e para-choque. O local da placa, por exemplo, teve o desenho suavizado, e as lanternas ganharam novo visual.

20170130_143215

No interior do Focus o cuidado incluiu novo desenho do volante (com “paddle shifts”, “borboletas”, para trocas manuais de marcha no caso do câmbio automático Powershift) e a conexão do painel com o console, que incorpora a alavanca do freio de estacionamento também nova. Foram modificados ainda o revestimento dos bancos e melhorado o isolamento acústico.

20170130_143438

Na versão top de linha Titanium Plus 2.0, a Ford aperfeiçoou o sistema de assistência de estacionamento, que agora é capaz de colocar o carro em vagas perpendiculares (antes só estacionava em vagas paralelas), e aplicou também o Active City Stop, sistema de frenagem automática que atua em velocidades de até 50 km/h assim que um sensor “lidar” (de faz a detecção de distância por meio de reflexão de luz) reconhece que há risco de colisão com um veículo que vai à frente.

20170130_143638

Na parte mecânica, os motores e câmbios foram mantidos, e são tão eficientes que não precisariam mesmo ser mudados. O 2.0 Direct Flex –primeiro motor do mundo com tecnologia de injeção direta bicombustível– tem potência máxima de 178/175 cv (etanol/gasolina), ambos a 6.500 rpm, e torque máximo de 22,5/21,5 mkgf (etanol/gasolina), sempre a 4.500 rpm.

20170130_144120

O Focus 2.0 agora é equipado com “paddle shift” para as trocas de marcha da transmissão sequencial de seis velocidades (que é de série). Ele traz a classificação B de eficiência energética do Inmetro, com consumo na cidade de 6,7 km/litro de etanol e 9,7 km/l de gasolina; na estrada de 9,2 km/l com etanol e 13 km/l com gasolina. Marcas boas para o porte e compromisso do carro.

20170130_143700

A outra opção de motor para o SE Plus é o 1.6 Sigma, com 135/131 cv (e/g)) a 6.500 rpm e torque de 16,7/16,2 mkgf (e/g) a 5.250/3.000 rpm. Tem o Selo A de eficiência do Inmetro, com consumo na cidade de 7,5 km/l (etanol) e 10,8 km/l (gasolina) e consumo na estrada de 9,3 km/l (e) e 13,6 km/l (g) .

20170130_144108

O Focus recebeu reforços estruturais, para ter maior rigidez torsional da carroceria; a direção foi recalibrada, e a suspensão recebeu novos ajustes, com outra geometria na frente, buchas mais firmes e reforço nas torres dos amortecedores da traseira. Somando tudo, há ganho em dirigibilidade e conforto.

20170130_143851

O controle eletrônico de estabilidade é agora item de série em toda a linha, e ganhou duas outras funções. Uma é o sistema de estabilidade preventivo (ETS), que monitora a posição do volante, velocidade do carro e rapidez com que o volante é movido, e atua quando os dados coletados indicam que há algum risco de derrapagem, não sendo preciso que isso aconteça na real como nos sistemas comuns. A segunda nova função é o controle de torque em curvas (TVC), que aciona os freios para melhor distribuir torque entre as rodas dianteiras, para evitar assim a perda de aderência do pneu interno à curva e aumentar a estabilidade e segurança. 

COMO ANDA

Ao sair com o carro, logo se nota o bom acerto da suspensão e da direção, que ficou mais progressiva (atua menos conforme aumenta a velocidade). O mais cuidado isolamento acústico se mostrou eficiente, e o carro é bastante silencioso e agradável nesse quesito.

20170130_142929

O motor 2.0 dá conta do recado e não mostra falta de folego em momento algum. Trabalha bem “casado” com o câmbio automático. Na posição “D”, as trocas de marcha acontecem em rotações mais baixas, mas cravado no “S”, o motor vai até 6.500 rpm e tudo muda de figura, permitindo uma condução mais esportiva.

As marchas podem ser trocadas pelo “paddle shift”, as borboletas por trás do volante, o que é bastante prático quan do se acostuma com eles. Quer economizar combustível? A 100 km/h em sexta marcha o conta-giros indica cerca de 2500 rpm, o que favorece a diminuição de consumo.

20170130_143146

Qualidade não custa barato, e o Ford Focus SE Plus começa em R$ 94.400, o que está alinhado com seus concorrentes. Há a opção de gastar menos (R$ 84.500) pelo SE Plus 1.6, sacrificando um pouco o desempenho mas mantendo o mesmo nível de conforto. Quer gastar menos ainda? Aí há o S 1.6 manual, por R$ 76.200, mas já abrindo mão de itens de conforto.

Com o excelente padrão de conforto e esportividade que sempre caracterizaram os Focus, esta última atualização do modelo o deixou tranquilo para enfrentar a concorrência, atualizado com o que há na Europa e Estados Unidos. É uma boa opção, com o respaldo que a marca oferece. E isso conta muito hoje em dia.

20170130_142733

Ficha Técnica – Ford Focus SE Plus 2.0

Altura do veículo (mm) 1469
Capacidade de carga (Kg) 504
Combustível Gasolina / Etanol
Comprimento do veículo (mm) 4538
Direção Elétrica
Distância entre-eixos (mm) 2648
Freios dianteiros disco
Freios traseiros disco
Largura do veículo com espelhos (mm) 2010
Largura do veículo sem espelhos (mm) 1823
Motor 2.0 Direct Flex
Número de cilindros 4
Peso bruto total (Kg) 1900
Peso do veículo em ordem de marcha (Kg) 1396
Pneu 215/50 R17
Porta-malas (L) 421
Potência (cv) 175 (G) / 178 (E)
Roda Liga Leve 17
Sistema de partida a frio Direct Flex
Suspensão dianteira Independente tipo Mcpherson
Suspensão traseira Independente Multilink
Tanque de combustível (L) 55
Torque (Nm) 211 (G) / 221 (E)
Tração Dianteira
Transmissão Sequencial 6 velocidades com PaddleShift

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO