Slide

Inster, o elétrico popular (e mais barato) da Hyundai

Compartilhe!

A Hyundai acabou de apresentar o Inster, versão elétrica do Casper, que chegará com ambições interessantes, prometendo ser o modelo eletrificado mais barato da marca: à primeira vista o resultado não decepciona, mas ainda não está nos planos da empresa para o mercado brasileiro.

da Redação

Hyundai Inster dianteira 3/4

Apresentado no recente Salão Internacional da Mobilidade de Busan, na Coreia do Sul, o novo Hyundai Inster é a versão 100% elétrica do Casper, um mini SUV com motor de combustão que foi apresentado em 2021, mas que não é comercializado fora do mercado asiático. É o menor modelo fabricado hoje pela Hyundai. Já vendeu mais de 100 mil unidades.

Visto por fora, as semelhanças com o Casper -talvez o menor SUV do mundo- são evidentes, com as mesmas linhas quadradinhas, aparente robustez e luzes diurnas circulares em LED. E no que diz respeito às medidas, também não há muitas diferenças. Mas o novo Inster promete ser mais apto a uso urbano, sendo 23,5 cm mais longo (3,825 m) por conta dos novos para-choques, e míseros dois centímetros mais largo, pelas novas molduras de para-lamas, com 1,61 m. A altura é a mesma do Casper, com 1,575 m, e a distância entre eixos também é a mesma, de 2,580 m.

Hyundai Inster dianteira

Até agora, pouco se sabia sobre a motorização escolhida para o pequeno Inster, mas durante o evento de Busan foram revelados diversos segredos. A versão de entrada do Inster estará equipada com motor elétrico de 97 cv e a bateria terá capacidade de 42 kWh. Como opção, estará disponível também uma versão “Long Range”, equipada com uma bateria de 49 kWh e potência do motor de 115 cv, suficientes para levar o Inster até os 150 km/h de velocidade máxima. Nos dois casos, o torque é de 15 mkgf; a primeira versão acelera de zero a 100 km/h em 11,7s, e a segunda em 10,6s. A autonomia do Inster na versão “Long Range” é cerca de 355 km (ciclo WLTP) e o consumo -anunciado- é de 15,3 kWh/100 km (também ciclo WLTP). Na versão básica, no entanto, autonomia máxima ficará em torno de 300 km.

Hyundai Inster interior

Para carregar a bateria, nas duas versões, deve ser usado um carregador de 11 kW em AC (corrente alternada) ou um DC (corrente contínua), que pode ser utilisado até um máximo de 120 kW. Em AC, o tempo de uma carga completa é de 4h35m. Já num carregador DC, rápido, são necessários apenas 30 minutos para a carga da bateria ir dos 10% aos 80%.

Mesmo com as dimensões da carroceria bastante compactas, o interior do Inster é uma boa surpresa, tanto em termos de tecnologia como em versatilidade.

Para começar, são usadas duas telas de 10,25 polegadas, uma para o painel de instrumentos e outra para o sistema de multimídia. Está equipado ainda com sistema de navegação, carregamento do smartphone por indução e a possibilidade de utilizar o celular como “chave” do carro. E mais, o pequeno Hyundai traz está diversas funcionalidades, integradas com o Sistema Avançado de Assistência ao Motorista (ADAS), como a câmera de 360º, alarme para manobras, câmera de detecção de ângulo morto e diversos outros.

Hyundai Inster bagageira
Hyundai Inster bagageira
Hyundai Inster bagageira

Com capacidade máxima para quatro pessoas, os assentos podem ser rebatidos, deixando quase todo o habitáculo com piso plano. E os bancos traseiros, que são individuais, incluem regulagem longitudinal, que permite ajustar o volume do porta-malas entre 280 e os 351 litros.

O Hyundai Inster será lançado na Coreia do Sul ainda este ano, ficando a promessa de que, mais tarde, também será vendido na Europa, Oriente Médio e região Ásia-Pacífico. Por esse motivo, ainda é muito cedo para a marca divulgar preços. O que se sabe, por enquanto, é que a Hyundai vai lançar uma segunda versão de acabamento do Inster, a Cross, com visual mais aventureiro.


Compartilhe!
1721657813