Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Jeep Wrangler 2018: mesmo visual, muitas novidades

Compartilhe!

A próxima geração do Jeep Wrangler chegará no início do ano que vem, e  é tão semelhante ao modelo atual que, provavelmente, se você não for um grande fã da marca, poucas diferenças estéticas encontrará. Com o Wrangler é sempre assim: a grade tradicional, faróis redondos (mas agora com tecnologia LED) e o sistema de iluminação diurna totalmente novo. O alumínio está presente em grande parte da carroceria, para reduzir o peso do conjunto em cerca de 90 kg, aumentando a rigidez estrutural.

Os contornos dos para-lamas, as maçanetas das portas ou mesmo os espelhos não têm nada a ver com o Wrangler atual, mas tudo foi projetado mantendo a essência do produto original. O efeito visual é enganoso, pois parece que tudo continua como era antes. Só que não.

No interior, embora a personalidade do projeto permaneça inalterada,  a melhoria em relação ao modelo atual é notável. Ele mantém a prática alça no painel, diante do assento do passageiro, mas a antiga localização ruim dos controles dos vidros elétricos na área inferior do console central e as alavancas de câmbio e  tração mudaram.

O Jeep Wrangler Sahara.

A instrumentação é atualizada  exibindo uma tela maior, enquanto no centro do painel está o sistema multimídia UConnect de última geração, com telas de 5,7 e 8,4 polegadas, dependendo da versão, que inclui navegação, Apple CarPlay, câmera traseira, bluetooth e duas portas USB, entre outros. 

A lista de cores será composta por sete tons, que podem ser combinadas com as diferentes configurações de teto (lona, rigido etc). Entre os equipamentos opcionais, também estão acessórios MOPAR, sistema de áudio mais sofisticado, tecnologia LED, acesso e partida sem chave, rádio por satélite e várias opções de 4×4.

 O equipamento de segurança acrescentam novidades interessantes, segundo a marca, mas por enquanto é tudo segredo até o carro chegar às ruas.

O Jeep Wrangler 2018  será oferecido em duas e quatro portas, e os níveis de acabamento são Sport, Sport S e Rubicon para o duas portas, e Rubicon, Sport, Sport S e Sahara para o quatro portas.

Além disso, veremos a tração permanente de 4×4, ou seja, a conhecida  Selec-Trac 4WD , embora, aparentemente só disponível para o Sahara quatro portas. 

Em todo caso, todos os Wrangler oferecerão o sistema 4WD opcionalmente, com  a tração traseira como padrão .

Finalmente, debaixo do capô, três opções de motores. A gasolina temos o 2.0 de quatro cilindros (híbrido de 48 V) com 272 cv e 40 mkgf de torque; o Pentastar 3.6V6 de 290 cv e 35 mkgf e, mais adiante, o 3.0V6 turbo diesel. Para a transmissão haverá três possibilidades, câmbio manual de seis marchas e duas automáticas diferentes de oito velocidades .


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español