Jessi Combs: a morte da mulher mais rápida do planeta

Compartilhe!

Jessi Combs, conhecida pela sua participação em programas de TV e por ser a mulher viva mais rápida do mundo em quatro rodas, morreu quando tentava bater mais um recorde de velocidade.

A piloto norte-americana, de 39 anos, ganhou o título de “mulher mais rápida do mundo em quatro rodas” em 2013, altura em que registrou 641 km/h. Agora tentava superar a sua própria marca e, sobretudo, a marca que lhe daria o recorde de velocidade absoluto para uma mulher, que pertence a Kitty O’Neil (que faleceu no ano passado aos 72 anos) desde 1976, com 824 km/h.

Foi durante uma destas tentativas que ela sofreu o acidente fatal, quando estava ao volante do seu “North American Eagle Supersonic Speed Challenger” (na verdade um caça sem asas e apoiado em quatro rodas) no Alvord Desert, no estado norte-americano do Oregon.

“O desejo mais notável da Jessi era tornar-se na mulher mais rápida da Terra, sonho que estava perseguindo desde 2012… e deixou a Terra pilotando mais rápido do que qualquer outra mulher na história”, disse a família em comunicado.

Terry Madden, seu colega de equipe, reagiu nas redes sociais e revelou que foi o primeiro a chegar ao local. “Infelizmente ela nos deixou na terça-feira num acidente horrível, eu fui o primeiro a chegar ao local e acreditem em mim quando digo que fizemos tudo o que era humanamente possível para salva-la”, podemos ler-se num post de Instagram feito ontem, quarta-feira (abaixo).

Jessi Combs, ficará também lembrada não só por sua beleza, mas pelos seus feitos ligados à velocidade e pelas participações em vários programas de TV,  como “Overhaulin”, “Two Guys Garage” ou “Mythbusters”.

 
 

Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español