Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Kalashnikov: do fuzil AK-47 para o carro elétrico CV-1

Compartilhe!

Neste momento a Kalashnikov é mais conhecida em todo o mundo pelo seu fuzil AK-47. No entanto a fabricante russa de armas quer apostar em outras áreas e apresentou um novo conceito de carro elétrico no Salão de Moscou, com o objetivo de concorrer com a Tesla.

É claro que, quando um jornalista perguntou como o novo veículo CV-1 -que teria autonomia de 346 km por carga- ofecereria alguma vantagem em comparação com a Tesla- um representante da Kalashnikov ficou perplexo. Sofia Ivanova, a representante da empresa, “não conseguiu indicar as vantagens específicas do novo automóvel da Kalashnikov”, segundo a Business Insider.

A mesma publicação revelou ainda o que a representante russa respondeu ao jornalista: “O carro é concorrente da Tesla porque atualmente é um projeto de veículo elétrico bem-sucedido. ”

 
Neste momento, o automóvel elétrico russo é ainda um protótipo e não há informações sobre preços ou datas de lançamento.

A inspiração para o design veio de um hatch soviético da década de 1970. As especificações incluem capacidade de bateria de 90 Kwh e 220 Kw de potência. Aparentemente o veículo pode ir de zero a 100 km/h em apenas seis segundos. “Esta tecnologia vai permitir fque fiquemos entre os fabricantes globais de carros elétricos, como a Tesla, e sermos um dos seus concorrentes”, disse a empresa à Agência France Presse.

Entretanto, a AFP explicou como é que a Kalashnikov tem expandido a sua marca há algum tempo, inclusive com o lançamento de produtos civis, como guarda-chuvas e capas de celulares. A agência de notícias destacou que os russos ainda não se habituaram à ideia do carro elétrico, algo que foi expresso em muitos comentários colocados no Facebook.

Entretanto, a Kalashnikov tem mais cartas na manga além deste automóvel, como um buggy híbrido e uma bicicleta elétrica.

Segundo o site TechCrunch, o buggy de quatro lugares da empresa “pode alcançar velocidades de até 100 km/h e tem motores elétricos separados para as rodas dianteiras e traseiras”.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *