Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Koenigsegg, o super-sueco 1:1

Compartilhe!

a7

Ah, a Suécia… este pequeno e belo país, encravado no norte da Europa, cuja menção sempre nos remete à paisagem exuberante de campos nevados. E onde também se fabrica um dos melhores supercarros do planeta!

É justamente naquele país, com dois terços de seu território coberto por florestas, montanhas e lagos, que não possui recursos minerais e tem de importar e processar os produtos  necessários à população, que Christian von Koenigsegg fundou, em 1994, a Koenigsegg Automotive AB, em Olofström, mudando-se posteriormente, por causa de um incêndio, para uma antiga base aérea militar para jatos F10 em Margretetorp, nos arredores de Ängelholm.

Desde sua fundação, o objetivo da montadora é criar os carros mais espetaculares e velozes do mundo. Foram oito anos de projetos, desenvolvimento e protótipos até que o primeiro carro legalizado, o modelo CC8S, entrou em produção em 2002. Com seis unidades comercializadas, o CCS8 foi a plataforma de lançamento do modelo CCR que, com seu motor V8 de 817 cv, atinge 395 km/h. Além de desenvolver, fabricar e vender seus supercarros, a Koenigsegg mantém diversos programas de desenvolvimento de tecnologia verde, com o resultado inicial sendo o CCXR Flower Power,  continuando com o Agera R e Agera S, todos flex-fuel.

 Detentora de vários recordes, a montadora permanece incansável em seu objetivo de produzir os mais velozes e belos supercarros do mundo. Em março de 2009, o Koenigsegg CCXR foi escolhido pela Forbes como um dos 10 mais belos carros da história. Não obstante, o modelo detinha até poucos dias o recorde de relação peso-potência para carros de produção, cujo valor é de 1,32 kg/cv e atinge impensáveis 420 km/h. Em 2008, o CCX demorou 29.2s para acelerar de zero a 300 km/h. Em 2011, o Agera R quebrou essa marca com um tempo de apenas 21.19 s para atingir a mesma velocidade. Agora, a Koenigsegg se supera e apresenta o que, até então, parecia inconcebível até para a mais futurista das engenharias. Seu novo modelo, o Agera One:1!

 O Koenigsegg Agera One:1 não tem esse nome a toa. Trata-se do resultado do projeto e desenvolvimento mais exclusivo de que se tem notícia, que tirou do CCXR seu recorde e colocou a fabricante suíça no topo da escala da tecnologia, uma vez que atingiu a sonhada equação perfeita que se pensava ser impossível, quando cada cv do motor é responsável por deslocar apenas um kg de peso do carro.

O motor é um Koenigsegg 5.0V8, a 90º, com quatro válvulas por cilindro, todo em alumínio, injeção direta de combustível, bi-turbo, com peso de 197 kg. Gera 1.340 cv de potência máxima a 7.500 rpm e mais de 100 mkgf de torque entre 3000-7500 rpm, o que é impressionantemente inédito. Não bastasse tudo isso, seu sistema de recuperação de energia gera 1 Megawatt de energia. Acoplada a essa usina de força está uma transmissão automática de sete velocidades, sem perda de potência porque todo o trem de força é montado longitudinalmente no centro do carro, calçado em rodas 19X9.5 com pneus 265/35 na dianteira e rodas 20×12.5 com pneus 345/30 na traseira.

A carroceria, toda de fibra de carbono e kevlar, é montada num chassi monobloco também de fibra de carbono e alumínio, com projeto desenvolvido especificamente para altas velocidades, porém sem prejudicar o uso no dia a dia (se é que alguém usa um carro desses diariamente…), com linhas realmente impressionantes e funcionais. Seus 4.500 mm de comprimento, 2.006 mm de largura e 1.150 mm de altura foram totalmente idealizados visando manter o carro “no chão” quando atingir a velocidade máxima de 440 km/h, destronando novamente o Bugatti Veyron. Fundo plano, difusores, divisores laterais, dois flaps independentes em cada lado do splitter dianteiro, asa traseira de plano duplo com atuação hidráulica, tudo foi projetado para gerar 610 kg de downforce a 260 km/h e 830 kg a 440 km/h. E sem perder a beleza!

Algumas informações sugerem que todas as unidades programadas para serem fabricadas já foram comercializadas, embora nada tenha sido oficialmente confirmado pela Koenigsegg, assim como o valor cobrado no Agera One:1 também não foi divulgado.

Maiores informações podem ser obtidas no site http://www.koenigsegg.com.

 a1 a2 a3 a4 a5 a6 a8 a9

Renato Pereira, especial para AUTO&TÉCNICA

 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español