Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Le Mans: para que servem os 24 botões do volante do Porsche 919

Compartilhe!

Estar ao volante de um carro da categoria LMP1, a priuncipal em Le Mans, é semelhante à experiência de controlar um computador sofisticado. A diferença é que tudo acontece em segundos e a velocidades acima dos 300 km/h.

Há cerca de um mês, a Porsche conquistou sua 19ª vitória na “24 Horas de Le Mans”, a terceira consecutiva. Nesta corrida, além dos pilotos e mecânicos, o Porsche 919 Hybrid foi grande protagonista.

O modelo de competição -apresentado no Salão de Genebra de 2014- foi lançado para acabar com a  na altura com a hegemonia da Audi na histórica prova de resistência,  e representa até agora o máximo da tecnologia da Porsche: motor 2.0V4 turbo no eixo traseiro, complementado por um motor elétrico que traciona as rodas dianteiras, dois sistemas de recuperação de energia (de frenagem e escapamento), chassis de fibra de carbono e alumínio com apenas 875 kg de peso e todo um espetáculo aerodinâmico.

Toda esta tecnologia de ponta está conectada aos pilotos por meio de um volante igualmente avançado, verdadeiro concentrado de tecnologia mas difícil de ser compreendido pelos mortais. Ao contrário dos carros que dirigimos no dia-a-dia, aqui a função do volante vai muito mais além do que mudar a direção do carro.

Ao todo são 24 botões na frente e seis “borboletas” na parte posterior, com uma tela digital ao centro que concentra quase todas as informações relativas ao veículo –marcha usada, estado da bateria, velocidade, rotação etc. A forma retangular do volante é proposital, pois facilita a entrada e saída do carro.

Porsche 919 Hybrid - volante

Os botões usados mais frequentemente estão posicionados no alto, facilmente acessíveis com os polegares, e permitem fazer a gestão entre o motor de combustão e as unidades elétricas. O botão azul (16), à direita, é usado para fazer sinais de luzes nas ultrapassagens. No lado oposto, o botão vermelho (4) serve para extrair mais energia da bateria (“boost”).

Os interruptores rotativos abaixo da telao –TC/CON e TC R– servem para ajustar o controle de tração, e trabalham em conjunto com os botões do alto (amarelo e azul). Os botões rosados (BR) servem para regular o equilibrio dos freios, entre o eixo traseiro e dianteiro.

Igualmente importantes são os botões RAD e OK (verde), que controlam o sistema de rádio –para a comunicação com a equipe, não para ouvir música. O botão vermelho DRINK à esquerda permite operar o sistema de bebida para o piloto; o outro botão de igual cor no lado direito SAIL, permite poupar combustível ao não permitir que o motor de combustão entre em ação. O interruptor rotativo RECUP controla o sistema de recuperação de energia.

Quanto às borboletas, as mais importantes estão ao centro, usadas para as mudanças de marcha. Acima estão as que controlam o “boost” e abaixo as que controlam a embreagem.

2017-porsche-919-hybrid-1400x788

Fácil? Não, não é. E imaginem ter que controlar tudo isto em velocidades bem acima dos 300 km/h. Definitivamente, não é para pessoas normais.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español