Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

LUCAS DI GRASSI FICA EM TERCEIRO EM LE MANS

Compartilhe!

923291_579107758787146_2146713578_n

Um resultado histórico para o automobilismo brasileiro: Lucas Di Grassi, pilotando um Audi 18 e-tron oficial, terminou na terceira colocação da mais tradicional corrida de endurance do mundo: as 24 Horas de Le Mans. A vitória foi da equipe número 1 da Audi, liderada pelo dinamarquês Tom Kristensen juntamente com o britânico Allan McNish e o francês Loic Duval.

carroaudi1lugarrt

Esta foi a nona vitória d e Kristensen em Le Mans.  A bordo de um Audi R18 e-tron quattro, o dinamarquês Tom Kristensen cruzou a linha de chegada após pouco mais de 24 horas de corrida no primeiro lugar equipe alemã no circuito francês. A prova foi marcada por um acidente fatal que levou a óbito o dinamarquês Allan Simonsen.

Aos 45 anos, Kristensen já havia vencido Le Mans em 1997, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005 e 2008. O dinamarquês, porém, pouco comemorou a vitória, por conta da morte do compatriota Allan Simonsen na véspera, ainda nas primeiras voltas da corrida que disputava pela Aston Marin.

2013610224810_2013-lemans-testday-digrassi_II

Kristensen dividiu o carro na corrida com o britânico Allan McNish e com o francês Loic Duval.  McNish já havia vencido a corrida em duas outras ocasiões (1998 e 2008), enquanto Duval – que substituiu o italiano Rinaldo Capello no trio – faturou o primeiro lugar pela primeira vez.

O resultado da 90a. edição da prova consagrou Kristensen de maneira ainda mais isolada como o maior nome da história das 24 Horas de Le Mans. Maior vencedor da história da prova, ele tem três vitória a mais que o segundo colocado na lista, o belga Jacky Ickx. Derek Bell (Grã-Bretanha), Frank Biela (Alemanha) e Emanuelle Pirro (Itália) venceram cinco vezes cada.

201353218693_Audi3_II

O segundo lugar na prova da categoria principal, LMP1, ficou com o carro número 8 da Toyota, formado por Anthony Davidson (Grã-Bretanha), Stéphane Sarrazin (França) e Sébastien Buemi (Suíça). O terceiro lugar ficou com outro carro da Audi, pilotado por Marc Gené (Espanha), Oliver Jarvis (Grã-Bretanha) e Lucas di Grassi (Brasil). O brasileiro fazia sua estreia na disputa e recebeu elogios do vencedor. ´É a primeira vez que você corre aqui e já chegou em terceiro lugar`, disse Kristensen a Di Grassi que foi muito utilizado ndurante a prova.

182669_296207_bruno_senna_in_vantage_gte

Bruno Senna, outro brasileiro que esteve no circuito, não teve a mesma sorte de Di Grassi. Na classe GTE Pro, o piloto da Aston Martin teve de abandonar as pistas por causa de um acidente sofrido pelo francês Frédéric Makowiecki, com quem compartilhava o carro. Com a pista ainda molhada, Makowiecki perdeu o controle e bateu no guard-rail. Bruno teve o carro destruído e não pôde voltar para a prova.

 


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *