Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Mais (espaço) por menos (preço): JAC lança SUV T6

Compartilhe!

É uma invasão das mais saudáveis: SUVs de todos os tipos, origens e preços sendo lançados no mercado brasileiro. Agora é a vez do JAC T6, sem dúvida o melhor produto da marca chinesa à venda aqui no Brasil. Claramente o marketing do modelo se baseou numa pauta simples: oferecer um SUV do porte do Hyundai ix35, mas com preço de EcoSport. Mas não é tão simples como parece, e numa situação de mercado ruim, com vendas gerais em queda e dólar alto, era preciso mexer ainda mais no preço do T6.

JACT6_15056 (640x425)

No melhor esquema psicológico que os norte-americanos aplicam sempre –de não arredondar os preços- foi preciso fazer o T6 custar “quase” R$ 70.000, ou seja, o mesmo preço dos novos SUVs recém chegados: o Honda HR-V começa em R$ 69.900, o Jeep Renegade também e o JAC T6 desembarcou com preço inicial de R$ 69.990. Mais competitivo impossível.

Mas para chegar a isso, como falamos, a JAC abriu mão de alguns detalhes e apostou num acabamento mais simples, mas sem perder a classe. Nada que comprometa, mas necessário para cortar custo. É um SUV de bom porte, com 4,47 metros de comprimento e 2,64 m de distância entre-eixos, equipado com ar-condicionado, direção elétrica, motor 2.0 de 160 cv e 20 kgfm de torque (com etanol) e câmbio manual de cinco marchas. Nada de cruise control, bancos elétricos ou teto solar, entre outros, que inflacionariam o preço final. Configurado para atender uma família de até cinco pessoas, o novo carro da JAC Motors tem porta-malas bom, de 610 litros de capacidade, que ainda permite expansão com o rebatimento do banco bipartido traseiro.

Por R$ 71.990, o T6 tem vidros e travas elétricos e bancos com revestimento de couro, e no top de linha, que custa R$ 75.990, soma-se multimídia, com tela de 7 polegadas touchscreen, câmera de ré e conexão Mirror Link, que permite emparelhar o smartphine direto com o aparelho do carro e acessar aplicativos como Waze, Facebook e Twitter, entre outros.

HORA CERTA

Apresentado ao público no Salão do Automóvel de São Paulo, em 2014, o T6 estréia como o primeiro SUV da JAC lançado no país. Se a hora para os importados cotados em dólar e para o mercado é ruim, para os SUVs é o momento exato. O T6 tem visual moderno e porte imponente, e foi desenvolvido no Centro de Design da marca, em Turim, na Itália. O acabamento consegue transmitir alguma sensação de luxo dentro do seu preço extremamente competitivo para a atual realidade do nosso mercado. Indispensáveis cromados são usados na dose certa.

É bem curioso. O T6 é oferecido na faixa de preço de SUVs compactos –a partir de R$ 70 mil– como Ford EcoSport, Renault Duster, Honda HR-V, Jeep Renegade e Peugeot 2008, mas irá brigar com SUVs maiores: Hyundai Tucson, Hyundai ix35, Kia Sportage, Honda CR-V e outros. O modelo chinês possui 4,475 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,67 m de altura e 2,645 m de distância entre-eixos, o que permite, por exemplo, a acomodação de três adultos no banco traseiro com bom conforto.

Além do porte, o T6 tem conteúdo, como os primeiros carros da JAC vendidos no Brasil, que inovaram ao oferecer carros mais populares e completos; o T6 além de bem equipado também traz novidades para o seu segmento. Um diferencial são os faróis por projetores com regulagem elétrica de altura, exclusividade em sua categoria. É inédito ainda na sua faixa de preço, por exemplo, o sistema multimídia da Foxconn (opcional), totalmente intuitivo e em português, que tem conexão HDMI e Bluetooth, leitor de MP3, entradas USB, SD Card e Auxiliar. A novidade fica por conta da função “Link”, que permite conectar, emparelhar e operar todas as funções de alguns modelos de smartphones ou tablets por meio do touchscreen da tela HD de 7 polegadas. Opera tanto com Android como IOS. Isso permite utilizar aplicativos como o cada vez mais útil Waze, verificar e-mails, acessar redes sociais ou visualizar as fotos arquivadas no celular.

ON ROAD

Mesmo não sendo 4×4, é versátil graças à boa altura do solo (21 cm), além de ter boa estabilidade em curvas e conforto nos terrenos mais acidentados. Tudo isso é possível graças à moderna plataforma, desenvolvida especialmente para o modelo, mas que previu, desde o início, ajustar sua performance prioritariamente onde o modelo seria usado por seus clientes: no “on road”. E com razão: raramente alguém coloca seu caro SUV para rodar na terra e usando o 4×4.

JACT6_152315 (640x425)

O motor do T6 é outro ponto positivo do SUV. Trata-se de um 2.0 16V VVT JetFlex, com cabeçote de alumínio. Este propulsor gera 155 cv e 160 cv, ambos a 6.000 rpm, quando abastecido com gasolina e etanol, respectivamente. Assim como todos os modelos da JAC equipados com o sistema Flex, não utiliza o tanquinho de gasolina para as partidas a frio, devido à presença de um sistema de pré-aquecimento do etanol, que elimina a necessidade de executar a partida com gasolina do reservatório extra.

Graças ao comando de válvulas variável (chamado de VVT pela JAC), o SUV tem disposição de sobra em todos os regimes de rotações, com destaque nos baixos e médios regimes. Seu torque máximo de 20,6 mkgf é obtido com apenas 3.000 rpm e se mantém estável até 4.500 rpm.

A receita garante consumo moderado de combustível, propondo um simples e eficiente recurso para auxiliar na redução de gastos: no centro do velocímetro, o T6 indica a marcha que está engrenada e “avisa” o motorista o melhor momento de trocá-la para cima ou para baixo. Esse motor trabalha acoplado a uma caixa de câmbio manual de cinco marchas, com tração dianteira.

ESTÁVEL

A suspensão independente nas quatro rodas, garante boa estabilidade e conforto ao T6, além de proporcionar robustez. Mesmo sem auxílios eletrônicos, como controles de tração e estabilidade Não foi à toa que o modelo rodou quase 1 milhão de quilômetros por todo tipo de terreno em estradas brasileiras antes de chegar ao acerto final de carga de molas e amortecedores, visando a adaptação mais condizente com a realidade de uso no país. O sistema conta com McPherson na dianteira e multilink na traseira, com barras estabilizadoras em ambos os eixos.

JACT6_152209 (425x640) JACT6_152213 (640x425) JACT6_152214 (425x640) JACT6_152340 (425x640) JACT6_152341 (425x640)

Já o conjunto de freios traz discos nas quatro rodas com ABS e EBD. As rodas são de liga leve aro 17 e têm desenho exclusivo para o modelo, calçadas com pneus 225/60-17. A direção oferece assistência elétrica progressiva, que garante maior conforto e segurança ao dirigir sem desperdiçar potência do motor como nos sistemas hidráulicos convencionais.

Bem equipado com diversos itens de comodidade, o T6 vem com vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, sendo que os retrovisores podem ser rebatidos com o simples toque em uma tecla (opcional). Os quebra-sóis tem espelhos e luzes de cortesia, para agradar as mulheres. No console, há uma tomada de 12 V e conexão com USB. A lista de itens de conveniência e segurança prossegue com travamento automático das portas aos 15 km/h, sensor de estacionamento com câmera de ré (direcionável de acordo com o ângulo de esterçamento das rodas dianteiras) e volante multifunções com regulagem de altura.

CONCLUSÃO

Resumindo. O T6 é uma excelente opção no quesito custo/benefício. Deve ser considerado como opção por quem busca um SUV atual, recheado de equipamentos, com preço de utilitário menor mas espaço de jipinho maior. Ao poucos, a má fama dos chineses vai se dissipando e o consumidor passa a contar com mais opções de compra.

JACT6_15160 (640x425)


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español