Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Mais esportivo: a segunda geração do Chevy Volt

Compartilhe!

A Chevrolet apresentou no Salão de Detroit a segunda geração do Volt. O novo modelo elétrico com extensão de autpnomia -como AUTO&TÉCNICA já havia antecipado- chega com visual mais esportivo, oferece autonomia elétrica de 80km e tem maior eficiência e capacidade de aceleração.

a_chevrolet_afirma_que_gracas_ao_novo_sistema_voltec_o_volt__large_242903

O novo Volt recebe o sistema de propulsão Voltec, que foi desenvolvido de acordo com os comportamentos de direção dos motoristas da primeira geração do modelo. A Chevrolet afirma que, graças ao novo sistema Voltec, o Volt passa a oferecer autonomia de 643 km e, com recargas regulares, os motoristas podem chegar a conseguir viajar mais de 1600 km com apenas um tanque.

O sistema Voltec inclui uma bateria, uma unidade de controle, um motor de extensão de autonomia e a geração eletrônica de energia. No que toca à bateria, o novo Volt recorre à mais recente tecnologia disponível para conseguirredução do número de células necessárias, além de economia de peso de 9,8 kg.

para_o_novo_chevrolet_volt_a_marca_optou_por_desenvolver_um__big_242905
O mesmo processo de evolução aconteceu com o sistema de dois motores que equipa o Volt, que além de ter conseguido aumentar a eficiência e desempenho, permitiu ainda reduzir o barulho, vibração e o peso em 45 kg, comparado com a primeira geração. De acordo com a Chevrolet, o novo Volt consegue atingir os 100km/h em cerca de 8,4 segundos.

Para o novo Chevrolet Volt a marca optou por um desenho mais esportivos, desenvolvido por meio de um longo processo de testes em túnel de vento. A GM garante que “a nova geração é inspirada no físico musculoso de atletas e nas formas naturais das dunas moldadas pelo vento”. Onde vai parar a imaginação dos designers não se sabe… A marca optou ainda por dar bastante atenção à escolha de materiais e cores, para garantir ao modelo uma imagem mais exclusiva.

O novo Volt será lançado em meados de 2015, mas não vai chegar ao mercado brasileiro, como já ocorreu com a primeira geração.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español