Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Marchionne: “A Ferrari não está à venda”…

Compartilhe!

ferrari-logo

Sergio Marchionne, chefão da Fiat Chrysler Automobiles, anunciou os planos da marca de carros mais cobiçada do mundo para os próximos cinco anos. A Ferrari deverá lançar um carro novo por ano, cada um com ciclo de vida de quatro anos. Está previsto ainda o lançamento das versões “Modificata”, ou simplesmente “M”, que são alterações do modelo anterior e não uma evolução completa, no mesmo estilo do que aconteceu com a 575M Maranello, que sucedeu a Ferrari 550 Maranello.

Para manter a exclusividade característica da marca, Marchionne não quer superar as 7 mil unidades/ano, limitando a venda de cada modelo para maximizar o lucro, ou seja, menos carros, maior preço. As vendas podem chegar às 10 mil unidades, contando com clientes de mercados emergentes. A marca italiana também continuará apostando na personalização e lançando séries especiais para clientes “muito especiais”. A divisão de competição não foi esquecida, claro, sendo que Marchionne quer continuar investindo na Fórmula 1.

Segundo a Brand Finance, a Ferrari é a marca de carros mais valiosa do mundo, avaliada em US$ 5 bilhões. Destacando isso, Marchionne encerrou sua apresentação, ironicamente, com a frase: “Ferrari is not for sale” (“A Ferrari não está à venda”). Os lucros da marca previstos para 10 mil unidades/ano excedem US$ 1,2 bilhões.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español