Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Mercedes-Benz 190 SL chega aos 60 anos

Compartilhe!

Acredite, um dos ícones da indústria automotiva, o Mercedes-Benz SL 190, se tornou sessentão. Foram seis décadas de cabelos ao vento, tempo este que parece só fazer bem ao modelo.

765633_1396501_3438_2653_83F59-750x579

O Mercedes SL 190, produzido entre 1955 e 1963, é um roadster que nunca deixou ninguém indiferente. O seu protótipo foi apresentado em fevereiro de 1954 no Salão de Nova Iorque, e a versão de produção mostrada na distante 25ª edição do Salão de Genebra, em 1955. A produção começou em maio daquele ano, sendo interrompida 25.881 exemplares depois.

O Mercedes SL 190 (W121) era uma versão menor e menos potente do incomparável Mercedes 300 SL (W198). Desenhado por Walter Häcker, o 190 SL foi um dos responsáveis pela mudança de paradigma no segmento dos conversíveis, oferecendo uma solução confortável e segura. Na prática, um veículo para o dia-a-dia.

Além do estilo inconfundível, consumo baixo, segurança e conforto eram seus principais atrativos. Havia a versão normal e também uma versão com peso aliviado, voltada para as pistas. Esta versão esportiva do 190 SL teve seu momento de glória em 1956, com Douglas Steane ao volante, no GP de Macau.

485320_846679_384_576_422297B89F160

O preço de tabela para o mercado norte-americano (um dos mais importantes para o modelo, onde foi vendida quase 40% da produção) era de US$ 3.998 para a versão com soft top e US$ 4.295 para o hard top. Debaixo do capô tinha motor 1.9 de 4 cilindros (SOHC), com 105 cv a 5700 rpm e 14,2 mkgf, com câmbio manual de quatro velocidades. A velocidade máxima era de 171 km/h e a aceleração de zero a 100 km/h era feita em 14.7 segundos.  Estamos falando de 60 anos atrás…


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *