Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

MERCEDES DIZ NÃO AOS MOTORES DE TRÊS CILINDROS

Compartilhe!

i

Durante a apresentação do Mercedes-Benz Classe C, no Salão de Genebra, Bernhard Heil, responsável pela área de desenvolvimento de motores da marca alemã, deixou claro que o Classe C, bem como os demais carros acima desse modelo, não irão usar motores de três cilindros.

“É claro que estudamos os motores de três cilindros, mas há tantas coisas onde temos que encontrar compromissos, que os ganhos conseguidos não são significativos”, explicou Heil. Ele afirmou ainda que a marca desenvolveu motores nessa configuração e os testou em vários modelos. Porém, as vibrações e perdas em termos de refinamento de funcionamento, em especial em baixas rotações -onde a economia de combustível é maximizada- foram julgados fora do padrão para um Mercedes.

Segundo Heil, um motor tricilíndrico necessita de muitos desenvolvimentos técnicos, como eixos de equilíbrio e outros, que adicionam peso e custos aos motores. Assim, a marca alemã vai antes apostar nos motores de quatro cilindros menores, como o eficiente 2.1 turbodiesel. Refinado e com alta qualidade e refinamento, e também com várias versões, esse motor está em 70% dos modelos de tração traseira da Mercedes. É o OM651, código do motor bloco, que poderá ter no futuro 1.9 ou 2.0 litros. Com os acordos assinados com a Renault, os motores de menor cilindrada estão garantidos.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español