Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

MERCEDES MOSTRA NOVA CLASSE E

Compartilhe!

O Classe E da Mercedes-Benz mantém o nome-código W212, mas ganhou um visual diferente, se afastando da imagem de modelo de quatro faróis. Esta é a grande alteração visível do novo Classe E, que chega ao mercado no próximo ano, com dois novos motores a gasolina e maior tecnologia. A primeira aparição oficial do modelo está reservada para o próximo mês de janeiro, no Salão de Detroit.

Por fora, o Classe E teve a dianteira totalmente redesenhada, com novos grupos ópticos, que reunem todas as funções num único elemento. No entanto, o arranjo no interior desse conjunto permite manter a marca registrada dos quatro faróis, característico do Classe E. Pela primeira vez neste modelo estão disponíveis, como opção, luzes dianteiras integralmente por leds.

Também pela primeira vez, o Classe E tem duas “caras”: Elegance e Avantgarde. Na primeira, a grade é composta por três lâminas horizontais e a característica estrela alojada no capô, enquanto que na versão Avantgarde, o visual é, diferente, mais desportivo, com a estrela incorporada ao centro da grade, o que confere um apelo bem mais esportivo.

No interior, destaque para o novo painel de instrumentos, com três grandes mostradores alojados num console de formato trapezoidal; o novo desenho das saídas da ventilação e relógio analógico alojado entre as duas saídas de ventilação centrais.

Mais importante é o nível de equipamentos tecnológicos, destacando o sistema de prevenção de colisões, de manutenção na faixa de rodagem ou o sistema de assistência no caso de deteção de pedestres ou automóveis que surjam à frente do Classe E. Nestas situações, a eletrônica atua sobre os freios, que serão mais exigidos caso a força aplicada pelo motorista não seja suficiente para evitar a batida. O sistema funciona até os 50 km/h.

Na parte mecânica, aumento a oferta de motores de quatro cilindros a gasolina com injeção direta e turbocompressor “BlueDirect”, com a troca do 1.8 anterior por um novo 2.0 de 184 e 211 cv de potência, para os E200 e E250, respetivamente. Outros motores a gasolina são os V6 e V8, sendo que a opção mais potente estará no E500, equipado com o 4.7V8 de 408 cv e 60 mkgf de torque.

Entre os diesel, necessários para o mercado europeu, a lista começa com o quatro cilindros 2.1 de 136 cv do E200 CDI, com 36 mkgf, disponível com potências de 170 cv e 204 cv nas versões 220 e 250 CDI. No alto da lista de oferta está o E350 BlueTEC, 3.0V6 de 252 cv de potência e torque máximo de 62 mkgf.

Estará ainda disponível uma versão híbrida diesel, o E300 BlueTEC Hybrid, que usa motor diesel 2.1 de quatro cilindros com um elétrico de 26cv, para potência combinada de 231cv e torque máximo de 75mkgf. A marca alemã anuncia para esta versão um consumo médio de apenas 24,9 km/litro.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español