Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Motores: Cosworth pode voltar à Fórmula 1 em 2020

Compartilhe!

A última vez que a Cosworth fez uma aparição na Fórmula 1 foi com a equipe Marussia, em 2013. Agora a Cosworth está se preparando para voltar à categoria, depois de ter participado de várias reuniões onde foram apresentados os novos regulamentos para motores a partir de 2020. Não há ainda nenhuma confirmação oficial, mas o chefão da empresa, Hal Reisiger, confirma a possível participação da marca, após esclarecimentos e discussões com diferentes equipes. Quer também ter certeza do que irá estabelecer o novo regulamento.

cosworth-850x425

Não há dúvida de que o principal num carro de Fórmula 1 ainda é seu piloto, mas se ele não tiver um motor competitivo, boa parte de seu trabalho será em vão. A Fórmula 1 parece agora para estar preparado para chegar a acordos com novas empresas fornecedoras de motores, como é este namoro com Cosworth. A marca está associada com a vitória, e soma 176 vitórias em GPs, superada apenas pela Ferrari. A Cosworth foi criada em 1958 e estreou na categoria em 1953, e rapidamente começou a ganhar corridas com equipes que usavam seus motores, em especial a Lotus. ao longo de sua trajetória na Fórmula 1, além das 176 vitórias, obteve 13 campeonatos de pilotos e 10 de construtores. os dois títulos de Emerson Fittipaldi, em 1972 e 1974, foram com motores Cosworth.

Seu famoso motor Ford Cosworth DFV (Double Four Valve) foi um dos mais usados entre os anos 1960 e 1980, equipando Lotus, Williams, McLaren, Benetton, Brabham, Tyrrell e Surtees, entre outros. Esta equipe britânica desenvolveu ao longo de décadas todos os motores da Ford na Fórmula 1 e manteve-se na competição de 1963 a 2006. Só então retornou para um curto período de tempo para trabalhar com a Williams em 2010, para se despedir em 2013 da Marussia .

 

Várias equipes estão hoje à procura  de fornecedores de motores para os próximos anos. Uma questão a ser resolvida é o seu nome, porque ainda não se sabe se Cosworth voltará à F-1 com seu próprio nome ou de algum patrocinador, como ocorreu durante décadas  quando ostentou o nome Ford.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español