Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

MOTO&TÉCNICA: Kalashnikov, das armas para as motos elétricas

Compartilhe!

O famosa fabricante russa de armas Kalashnikov –célebre pelo fuzil AK-47, ou Avtomát Kaláshnikova 1947– apresentou a sua nova aposta para conquistar o mercado: uma motocicleta elétrica.

Ainda como protótipo, a nova moto elétrica da Kalashnikov será comercializada por meio da sua filial IZH. Pode atingir a velocidade máxima de 100 km/h, graças ao motor de 50Kw (cerca de 68 cv de potência máxima) e conta com baterias de ions de lítio para autonomia de até oito horas.

A nova moto estilo “Café Racer” russa está equipada com suspensão convencional na frente e dois amortecedores na traseira, com rodas raiadas e freios a disco, podendo funcionar sem problemas em temperaturas entre os 0º e os 40º C.

Segundo o responsável de projetos da fabricante russa, Grigory Novikov, as vantagens da moto elétrica IZH são muitas, além de ecológica, não emite qualquer barulho. No entanto, o executivo não confirmou a data para inicio da produção e chegada ao mercado da moto elétrica.

Para quem não estiver familiarizado com as Café Racer, o termo teve origem nos anos 1960 em Inglaterra, devido às corridas que eram feitas a partir de um dos cafés mais famosos de Londres: o “Ace Café”. Os motociclistas colocavam um disco para tocar no café, iniciavam a corrida -onde atingiam velocidades de 160 km/h- e tinham que chegar antes da música terminar.

 


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *