Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

NA TERRA DA OPORTUNIDADE: CHINÊS VAI, CHINÊS VEM

Compartilhe!

geely-ec7

Uma marca chinesa tenta chegar por aqui e vender seus carros, enquanto outra deixou de importar, de uma só vez, três modelos. Quem comprou, vai amargar o prejuízo. A chinesa Geely ficou conhecida anos atrás, ao lançar em 2005 o CK, cópia reduzida da Mercedes-Benz C180. Não deu em nada. Agora tenta reconstruiur sua imagem com foco na segurança. A marca é dona da Volvo, e foi a primeira marca chinesa autorizada a vender seus carros no mercado alemão. Na verdade, oferecer carros seguros não é vantagem alguma, e sim obrigação das montadoras

Agora a Geely é mais uma marca que chega por aqui, trazida pelo Grupo Gandini, responsável pela importação dos carros da Kia Motors. A apresentação oficial foi terça-feira (21/01). Foi mostrado o sedã EC7, que começa a ser vendido em março nas 15 concessionárias previstas.  Em abril deve chegar o hatch pequeno GC2 com preço na casa dos R$ 30 mil, para brigar com o também chinês JAC J2. A Geely não soube informar por quanto o EC7 será vendido.

Comentários indicam o modelo ficará em R$ 49,9 mil. A agravante é que, além de origem chinesa, os dois carros serão importados do Uruguai, onde são montados em CKD, para se beneficiarem dos impostos diferenciado do Mercosul. Em todo caso, a Geely espera vender até o final do ano 3.500 unidades, ficando o GC2 com 60% desse volume. Para 2015 a idéia atingir a marca de 20 mil veículos/ano.

Por outro lado, a também chinesa Chery anunciou que está encerrando, no Brasil, a comercialização dos modelos Cielo -hatch e sedã- e S-18. A empresa informou que a decisão se deve à necessidade de priorizar os modelos que serão produzidos na fábrica que será inaugurada em Jacareí (SP) este ano.

O Cielo foi lançado em maio de 2010, com carroceria hatch e sedã e motor 1.6 de 119 cv. O S-18 chegou em 2012, e logo em seguida passou por um recall, por conta do pedal de freio que deformava. No ano passadpo as vendas dos três veículos foram para lá de modestas; o Cielo Sedan, por exemplo, teve apenas 112 unidades emplacadas. .


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español