Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Nissan GT-R com 3500 cv: qual o limite?

Compartilhe!

 

O motor VR38DETT, da Nissan, nascido pelas mãos dos mestres Takumi, parece não ter limite. A  preparadora de Washington, nos Estados Unidos, Extreme Turbo Systems, conseguiu extrair 3.500 cv de potência máxima deste Nissan GT-R. 

Dizem que o motor do Nissan GT-R aguenta tudo, ou quase tudo. Há mais de 10 anos as melhores empresas de preparação têm dedicado horas e horas de trabalho, para extrair a potência máxima possível do motor VR38DETT.

E quando você pensa que é impossível ir mais longe, há sempre alguém que consegue algo a mais. Desta vez foi a Extreme Turbo Systems, que exagerou ao conseguir extrair 3.500 cv de potência máxima do motor japonês.

 E como isso é possível? Magia negra? Tecnologia alienígena? Nada disso, apenas engenharia aplicada no seu mais alto nível.

Confira no vídeo:

Para chegar aos 3.500 cv no Nissan GT-R são necessárias, é caro, modificações extremas. O bloco do motor é totalmente novo, resultado de horas de trabalho industrial. As peças internas sofrem um upgrade igualmente profundo, é tudo é praticamente novo: virabrequim, comandos de válvulas, bielas, válvulas, injeção, eletrônica, turbos. Enfim, quase nada resta do motor original.

 

 

As medições no dinamômetro acusam o máximo de 3.046 cv de potência nas rodas. Tendo em consideração que as perdas de potência do motor até as rodas (por inércia e atrito mecânico, entre outros) beiram os 20%, chegamos a um valor de cerca de 3.500 cv antes da transmissão.

Um valor que, segundo a Extreme Turbo Systems, permitiu ao Nissan GT-R das fotos e vídeo, cobrir 1/4 de milha em apenas 6,88 segundos. Um tempo recorde e digno.

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *