Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Nos tribunais: Fisker Thunderbolt não foi autorizado pela Aston Martin

Compartilhe!

A Aston Martin garante que o Fisker Thunderbolt -modelo criado por Henrik Fisker a partir do Aston Martin Vanquish- apresentado recentemente, foi feito sem o seu consentimento. Mais ou menos o que a Dacon fazia com os Passat por aqui nos anos 1970.

henrik-fisker-thunderbolt-angle-1-high-res-embargoed-until-10am-et-031415

Henrik Fisker, antigo responsável de desenho da Aston Martin e co-fundador da empresa fabricante de carros elétricos com o seu sobrenome, surpreendeu quando apresentou no concurso de elegância de Amelia Island, na Califórnia, Estados Unidos, realizado entre 13 e 15 de março, o Fisker Thunderbolt (na imagem), concept car feito com base no Aston Martin Vanquish.

Porém, a Aston Martin alega que o conceito do cupê britânico com motor V12 –que só está disponível por meio de encomenda especial num concessionário da marca em Los Angeles, o Galpin Aston Martin- foi feito sem a sua autorização. Por isso, a marca apresentou queixa formal num tribunal daquela cidade norte-americana, porque o projeto viola alguns elementos de desenho patenteados, em especial os logotipos aplicados nas nas asas e as entradas de ar laterais.

Fisker propôs vender uma versão de produção que não inclua alguns desses elementos estéticos. A Aston Martin não aceitou a proposta, alegando que Fisker agiu de má-fé. Os britânicos acrescentam ainda que Fisker não utilizou um Vanquish como base, e sim um DB9 antigo ou um DBS.

 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español