Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Novo Escândalo VW: marca tem 10 dias para esclarecer outra fraude

Compartilhe!

Agências reguladoras da Europa deram 10 dias de prazo ao Grupo Volkswagen para esclarecer todas as irregularidades existentes -agora em nível de emissões de CO2- em pelo menos 800 mil modelos, conforme noticiou o “Wall Street Journal”.

Durante a semana passada, a Volkswagen encontrou “inconsistências” nas emissões de dióxido de carbono (CO2) em diversos modelos de algumas das suas marcas, em especial VW, SEAT, Skoda e Audi, num volume que pode chegar às 800 mil unidades. Estes resultados surgiram após vários testes feitos após o outro caso de emissões -de NOx- alteradas pelo software fraudador.

Miguel Arias Canete, comissário da energia e do ambiente da União Europeia, escreveu a Matthias Mueller informando-o de que era necessário saber que modelos estão afetados com este novo problema (incluindo os carros novos já vendidos) e de que valores se está efetivamente tratando. Além disso, Canete pediu ainda à Volkswagen que toda a documentação oficial a respeito da homologação destes modelos fosse devidamente alterada o mais rápido possível, isto é, no tal prazo de 10 dias.

Em muitos dos países da Europa, um dos elementos de faixa de impostos e preço de um automóvel é, precisamente, o valor de emissões de CO2, e se confirmada a existência de cerca de 800 mil automóveis da Volkswagen com valores superiores aos reais, a marca poderá receber multas e o caso tratado como fraude fiscal.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español