Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Nunca existiu um Alfa Romeo como o Carabo

Compartilhe!

A cada 10 automóveis considerados “bonitos”, nove são da Alfa Romeo. Observe isso. Mas sempre dá para melhorar alguma coisa. A Bertone, por exemplo, construiu vários protótipos com chassi e mecânica Alfa Romeo nos anos 1950, entrando na era dos “dream cars” (ou automóveis de sonho), nos anos 1960. O auge disso foi o Carabo.

Gandini e sua obra de arte.

Em 1968 a Bertone apresentou o Alfa Romeo Carabo, um esportivo que tinha desenho radicalmente em forma de cunha, que era assinado por Marcello Gandini. O carro foi exibido ao público no Salão de Paris daquele ano, com carroceria moldada em alumínio. Com o bico alaranjado e asa traseira verde, seu desenho. Esse valeu o prêmio “Wedge War” em 1968.

Todo o carro foi desenvolvido como um projeto que focalizava a aerodinâmica, já que Gandini tinha desenhado pouco antes o antológico Lamborghini Miura, que tinha a estranha característica de erguer a frente em altas velocidades.

As portas de abertura vertical (“tesoura”), foram aplicadas pela primeira vez neste protótipo, antecipando o desenho do Lamborghini Countach, que foi lançado quatro anos depois. Por isso muitos consideram o Carabo como o predecessor do Countach, influenciando bastante o desenho dos automóveis na década seguinte.

Motor 2.0V8 16V, de 233 cv.

O Alfa Romeo Carabo não foi criado para produção em série, mas é totalmente funcional, apresentando características únicas, que nenhum automóvel da época tinha. Este protótipo foi construído sob um chassis tubular de alumínio do Alfa Romeo 33 Stradale, que tinha o número 750.33.109, e estava equipado com um motor 2.0V8 16V DOHC, acoplado a uma caixa de câmbio de seis velocidades, manual, da Colotti. Tinha 233 cv a 8800 rpm e 20 mkgf de torque máximo a 7000 rpm, atingindo os 250 km/h de velocidade máxima.

Este motor tinha sido o primeiro V8 produzido pela Alfa Romeo, e foi desenhado por Carlo Chiti, montado em posição central no Carabo. O peso rondava os 1000 kg. Estava equipado com quatro discos ventilados Girling e suspensão de triângulos sobrepostos nas quatro rodas.

Apenas uma unidade foi construída deste protótipo e pertence ao Museo Storico da Alfa Romeo. Um réplica foi construída, com base num De Tomaso Pantera, por Sam Foose, pai do Chip Foose, depois deste não ter conseguido adquirir o original, na época pertencente à Bertone.

Como curiosidade, Carabo é a contração da palavra Carabidae, que significa besouro em italiano; as cores verde e laranja do automóvel foram inspiradas no mesmo inseto.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *