Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

O ADEUS À SID WATKINS

Compartilhe!

Apaixonado por automobilismo, o neurocirurgião dedicou-se a melhorar a segurança dos pilotos.

A morte do neurocirurgião inglês Sid Watkins foi confirmada ontem, quarta-feira, por veículos segmentados em automobilismo como o GP Update.net e um programa da rádio BBC5. Watinks faleceu aos 84 anos mas a causa mortis não foi revelada.

Ex-médico da F1, Watkins prestou mais de 30 anos de serviços à categoria, e entre 1978 e 2005 foi o chefe da equipe médica e de segurança da Fórmula 1, responsável por prestar os primeiros socorros quando aconteciam acidentes.

O médico ainda foi responsável por solicitar e desenvolver diversas mudanças, sempre gerando melhorias para a segurança dos pilotos. As vezes, eram procedimentos simples, como por exemplo, o carro médico estar na pista durante a largada, mas essenciais.

Sid Watkins foi decisivo ao evitar tragédias em diversos acidentes, como nos dos pilotos Martin Donnelly (Espanha 1990) e Erik Comas (Bélgica 1992). O britânico foi o primeiro a socorrer Ayrton Senna, quando o brasileiro se acidentou no Grande Prêmio de San Marino de 1994. E desde então, nunca mais houve acidentes fatais na Fórmula 1.

No centro da imagem, Sid Watkins discursa antes de receber premiação.

O neurocirurgião recebeu o prêmio Mario Andretti em 1996 e com a Excelentíssima Ordem do Império Britânico em 2002, até o fim de 2011, Watkins atuava como presidente do FIA Institute. Deixou seis filhos e viúva.

“Estou muito triste por saber a respeito da morte do professor Sid Watkins. Todos os pilotos o amavam”, afirmou o britânico Justin Wilson, ex-piloto de Jaguar e Minardi na Fórmula 1 e atualmente na Fórmula Indy.

Houve muita comoção no mundo automobilístico. Abaixo os depoimentos e comentários em redes sociais:

Mario Andretti: “Todos os pilotos vão lembrar de sua contribuição para a segurança do esporte.”

Rubens Barrichello: “Devo minha vida ao Prof.Sid Watkins.Foi ele quem me salvou em Imola 94. Uma pessoa alegre, competente. Lembrarei sempre de ti, amigo. Vá com Deus.”

Luciano Burti: “Descanse em paz Prof. Sid Watckins. Você e o Dr. Gary foram meus Anjos da Guarda no resgate do meu acidente em 2001. Sentiremos sua falta.”

Bruno Senna: “Descanse em paz prof. Sid Watkins. Triste para nós que ficamos por aqui.”

David Brabham: “Para sempre estarei em débito com você. Diga olá para os grandes que estão aí em cima, aposto que estavam esperando por você.”

Martin Brundle: “O esporte a motor perdeu um verdadeiro visionário com a morte do Prof Sid Watkins, 84. Um ótimo cara, muito engraçado. Salvou meu pé de ser amputado. Sid sempre prescrevia um bom uísque e uma aspirina, a não ser que sua perna estivesse por um triz. Era sua maneira de dizer: ‘levante e lide com isso’. Ele era o cara da saúde no esporte a motor. Ele ajudou, salvou, ou fez com que ficassem mais confortáveis diversas pessoas que nunca sentaram em um carro de corrida.”

Jenson Button: “Descanse em paz Sid Watkins. O esporte a motor não seria o que é sem você. Obrigado por tudo o que vez, os pilotos são muito gratos. ‘Só uma vida vivida para os outros vale’,  Albert Einstein.”

David Coulthard: “Sid Watkins era um dos melhores caras que conheci na minha vida, totalmente altruísta e o mundo perdeu um dos grandes.”

Lewis Hamilton: “É um dia triste com a perda do professor Sid Watkins. Sem sua incrível contribuição para o esporte, nossas vidas como pilotos seriam um risco. Minhas condolências para sua família.”

Heikki Kovalainen: “É triste ouvir que o professor Sid Watkins faleceu, um dos grandes nomes do esporte a motor. Descanse em paz.”

Ron Dennis: “Hoje o mundo do esporte a motor perdeu um de seus grandes: o professor Sid Watkins. Não, ele não era um piloto, não era um engenheiro, não era um projetista. Era um médico, e é provavelmente justo dizer que ele fez mais do que qualquer um, ao longo dos anos, para tornar a F-1 tão segura quanto é hoje. Portanto, muitos pilotos e ex-pilotos devem suas vidas a seu trabalho cuidadoso e profissional, que resultou em avanços gigantescos nos níveis de algo que os pilotos de hoje consideram normal. Mas, mais do que isso, Sid era um grande amigo meu, e sentirei muita falta dele. Para sua viúva Susan, e sua família, estendo minhas sinceras condolências. Ele era um ótimo homem e o mundo do esporte a motor não será o mesmo sem ele.”

Jean Todt: “Esse é verdadeiramente um dia triste para a família da FIA e toda a comunidade do esporte a motor. Sid era amado e respeitado de maneira igual por todos os que o conheciam e trabalhavam com ele. Sempre seremos gratos pelo legado de segurança que ele deixou em nosso esporte.”

Eric Boullier: “Raramente tive o prazer de encontrar Sid Watkins, mas qualquer um ligado à F-1 – ou o esporte a motor em geral – sabe do impacto que ele teve. Pilotos das gerações passadas e futuras devem muito a ele, sua paixão e dedicação mudaram a cara da segurança no esporte e salvaram muitas vidas. Perdemos um dos grandes da F-1; gostaria de estender minhas condolências a sua família nesse momento difícil.”


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español