Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

O desaparecido Arrowhead Tear-drop Car 1937

Compartilhe!

No início da história do automóvel, os fabricantes davam pouca ou nenhuma importância à aerodinâmica, apesar de haver alguns desenhistas um pouco mais criativos, que davam formas mais arredondadas aos seus automóveis. Só na década de 1920 é que os engenheiros começaram a dar mais importância à forma do automóvel, pois constataram que isso influenciava a sua velocidade, algo que foi evoluindo, principalmente nas competições.

por Ricardo Caruso



No ano de 1936 foi construído o Arrowhead Tear-drop Car, na Califórnia, em que os seus criadores rotulavam como sendo o “America’s first truly streamlined automobile“, ou seja, o primeiro automóvel americano verdadeiramente aerodinâmico.

O desenho do Arrowhead Tear-drop Car foi, claramente, inspirado na gota de água, que é considerada a forma mais perfeita e aerodinâmica da natureza; no entanto, não significa que essa forma seja a mais eficiente nos automóveis.



O desenho deste automóvel esteve a cargo de W. Everett Miller, que trabalhava na encarroçadora de Walter M. Murphy. A carroceria construída em alumínio foi moldada numa estrutura de madeira e produzida com a ajuda da Advance Auto Body Works de Los Angeles.

Foto colorizada do Arrowhead Tear-drop e seu criador.

As únicas aberturas do automóvel eram as duas portas que davam acesso ao interior e o capô traseiro. O faróis utilizados eram da Woodlites, tal como os utilizados nos automóveis Cord, mas embutidos na carroceria. O automóvel fois pintado na cor Aquamarine Blue.

O Tear-drop Car tinha apenas três rodas e movia-se por meio de um motor Ford V8 colocado na zona central traseira, que dava tração às rodas da frente. Sim, isso mesmo, um automóvel de motor V8 central com tração dianteira. A única roda traseira era responsável pela direção. Os freios eram hidráulicos, da Lockheed, e atuavam nas três rodas.

Apesar do marketing assim indicar, este automóvel não foi construído com objetivo de ser aerodinâmico, mas sim de servir de publicidade para a empresa que o construiu, a Arrowhead Spring Water Company, que vende águas engarrafadas, daí a sua forma em gota d´água.

Em junho de 1937, o “Automobile Trade Journal” reportou que o automóvel foi severamente danificado num acidente (foto abaixo) e a sua reparação era inviável. Ao que parece, apesar de não haver nenhuma prova, o único Arrowhead Tear-drop Car produzido foi parar em algum ferro-velho.

No entanto, informações mais recentes, dão conta de uma foto tirada na década de 1940, com o automóvel reparado e fazendo publicidade da Craig Oil. Alguém comentou, nos anos 1980, que o carro foi visto sendo levado na caçamba de um caminhão na California, e nunca mais se soube nada dele.

O que é certo é que, até os dias de hoje, não se conhece o paradeiro do único exemplar construído deste curioso automóvel, o “primeiro modelo americano aerodinâmico”, apesar do Chrysler Airflow ter sido apresentado em 1934…


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español