Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

O dia em que Nuvolari enfrentou um avião…

Compartilhe!

Se você perguntar para os italianos sobre quem foi o maior piloto de todos os tempos, a resposta poderá não ser Senna ou Schunacher. Para muitos, o maior de todos foi Tazio Nuvolari. Das muitas façanhas de Nuvolari, a corrida contra um avião biplano Caproni merece ser lembrada, pela originalidade e desfecho inesperado.

por Ricardo Caruso

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é DUELO.Roma_-_PistaLittorio_-_8deDez1931_-_Nuvolari_con_l_Alfa_8C.2300-c%C3%B3pia-2-1024x520.jpg


 
Foi com a moral lá em cima, após uma temporada de muitos desafios e vitórias, que Nuvolari aceitou, em 8 de dezembro 1931, um desafio diferente do habitual, numa pista do autódromo de Littorio, na periferia de Roma.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 522366_10151135330645172_8734308_n-713x1024.jpg

Ao volante da Alfa Romeo 8C 2300 Monza, teria como rival o piloto da força aérea italiana (Regia Aeronautica Italiana), Vittorio Suster, ao comando do seu avião biplano Caproni CA100 com o prefixo I-AAYG –empresa que também utilizara num dos seus modelos motores produzidos pela Alfa Romeo.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Tazio-Nuvolari--768x1024.jpg


 
Estaria também presente Piero Taruffi, com uma moto Norton 500, que na ocasião enfrentou e venceu o aviador Furio Niclot Doglio, com um avião Fiat AS.1.
 
A segunda corrida, a mais esperada por todos, colocou frente a frente Nuvolari e Suster. O comandante italiano Vittorio Suster, nascido em Trento em 28 de agosto de 1889, era o que se chamava na época de “ás da aviação“, veterano da I Guerra Mundial —com medalha de ouro pelos altos serviços prestados–, Capitão-Piloto do “Serviço Aéreo Especial da Regia Aeronautica Italiana“ e, mais tarde, piloto da pioneira linha aérea que voava da Itália para várias cidades da Europa.
 
A prova consistia em cinco voltas no circuito, num percurso total de 17 km. Este avião venceu a moto e a Alfa Romeo, com o tempo de 6m12s, à média de 164,237 km/h. Desta vez, a Alfa Romeo de Nuvolari teve de se contentar com o segundo lugar, focando apenas alguns metros atrás… Época de automobilismo romântico, que nunca mas vai voltar.
 
Quase 50 anos depois, no dia 21 de novembro de 1981, este duelo teve sequência, com a autorização de Enzo Ferrari. Os protagonistas foram Gilles Villeneuve (imagem abaixo), numa Ferrari 126CK (chassis #58) e um avião F-104S 51-03, pilotado pelo tenente-aviador Daniele Martinelli. Desta vez, venceu o Fórmula 1.

Nos 70 anos de nascimento de Gilles Villeneuve, relembre dez momentos do  ídolo ferrarista | f1 memória | ge


 
Quanto a Nuvolari, neste ano faz 68 anos de seu desaparecimento, que aconteceu em 11 de agosto de 1953. Sobre ele, o gênio da mecânica Ferdinand Porsche disse um dia que era “o maior piloto do passado, do presente e do futuro“!
 
Tazio Giorgio Nuvolari, conhecido também por “Nivola“ ou “Il Mantovano Volante“ (“o Mantuano Voador”), nasceu em Castel dArio, Mântua, em 16 de novembro de 1892. Conheceu a glória nas pistas, mas foi derrotado por um AVC. Sofria há anos com problemas pulmonares, mas o que o atormentava na verdade eram as suas tragédias pessoais, sobretudo a morte dos seus dois filhos (Alberto e Giorgio) ainda jovens. Alberto faleceu de nefrite, aos 18 anos, e Giorgio de miocardite, aos 19 anos.
 
Das inúmeras vitórias do “Mantuano Voador“ desde os seus primeiros tempos na competição, pilotando motos e mais tarde automóveis de diversas marcas —como a Chiribiri, Bianchi, Bugatti, Maserati, Alfa Romeo, Auto Union e Cisitalia— destacam-se alguns feitos inesquecíveis.

Ao volante das Alfa Romeo da Scuderia Ferrari, onde ingressou em 1930, venceu a Mille Miglia, Targa Florio, Le Mans e os principais GPs europeus do seu tempo, mas a Taça Vanderbilt, nos Estados Unidos, em 1936.
 
Vários duelos marcaram a sua carreira esportiva —nem todos ao volante— com Giuseppe Campari, Achille Varzi e Hans Stuck, quando da sua passagem pela equipe Auto-Union, e o próprio Enzo Ferrari. Para que regressasse à Scuderia Ferrari, foi necessária a intervenção do próprio ditador Benito Mussolini.
 
Enquanto piloto e ao volante de seus carros e motos, uma das passagens mais interessantes que viveu foi precisamente com Varzi, na Mille Miglia de 1930. Durante a noite, “Nivola” manteve por horas os faróis apagados, correndo em alta velocidade atrás de Varzi, até ao momento da surpreendente ultrapassagem muito perto da chegada, vencendo a prova com a sua ousada estratégia. Varzi nunca esqueceu esta derrota.
 
Como nem sempre a sorte protege os abusados, entre outros tantos fatos ocorridos é interessante lembrar um outro duelo, entre Nuvolari e um animal, quando em 1938, atropelou um veado ao comando do seu Auto-Union Tipo-D “ flecha de prata “ nos treinos para GP de Donnington. Ou o eterno duelo com a velocidade, que lhe permitiu bater o recorde mundial de velocidade, para a Ferrari, pilotando o Alfa Romeo Bimotore de 16 cilindros em 1935.
 
Mas o mais notável duelo da sua carreira foi, sem dúvida, foi a vitória “impossível”, em 28 de julho de 1935, no GP da Alemanha em Nurbürgring. Ao volante da sua Alfa Romeo P3 de menor cilindrada e potência, derrotou toda a frota alemã dos Auto-Union e Mercedes-Benz.

Foi de tal inesperada a sua vitória, que no pódio a organização não tinha a gravação do hino italiano nem a bandeira nacional. Mas Nuvolari foi preparado e providenciou ambos!
 
Assim, naquele dia chuvoso e nublado, ecoou no “Inferno Verde” o hino da “Marcia Reale Italiana“ e a bandeira italiana subiu mais alto, sob o olhar incrédulo dos oficiais nazistas e dos milhares de alemães que lotavam as arquibancadas. Entre o banho de champanhe, a coroa de louros e os aplausos, do alto do seu 1,65 m se viu imortalizado como o maior piloto do seu tempo.
 
Como homenagem ao inesquecível Tazio Nuvolari, fica a frase gravada em seu túmulo, no cemitério Degli Angeli, que fica entre Mântua e Cremona: “Correrai ancor più veloce per le vie del cielo“ (Correrás ainda mais veloz pelas estradas do céu).

TAZIO NUVOLARI – Galeria de fotos
 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español