Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

O primeiro VW diesel, muito antes do escândalo

Compartilhe!

Com o Escândalo VW, ou Dieselgate ocupando o noticiário em todo o mundo, é o momento de lembrar que o 2.0 TDI não foi o primeiro motor diesel da marca. Longe disso. Entrará para a história do automóvel por ser o pivô da maior fraude da indústria automotiva. Existiu um Fusca a diesel, o Type 508, muito antes do 2.0 e do Golf Mk1 de 1976.

diesel-bug-beetle-vw-750x400

No início dos anos 1950, o diesel na Europa era muito barato, e acontecia uma certa escassez de gasolina, por causa da Guerra da Coreia. Isso fez com que a Volkswagen investisse num motor diesel.

Heinz Nordhoff, então presidente da Volkswagen, pediu à Porsche o desenvolvimento de um motor boxer diesel, que foi feito a partir de um motor 1300. Na ocasião, o projetista de motores Robert Binder foi indicado para criar esse motor, mesmo não tendo experiência em motores ciclo diesel.

Assim, trabalhando em conjunto com a Porsche, deram início ao projeto Type 508. O resultado foi um motor exclusivo, que apesar de ruidoso até tinha consumo satisfatório. A potência máxima era de 25 cv a 3100 rpm, (o Fusca convencional tinha 36 cv) e atingia o máximo de 3300 rpm. A aceleração de zero a 100 km/h era feita em intermináveis 60 segundos…

O projeto foi desenvolvido em 1951 e dois motores chegaram a ser montados, um instalado num Fusca e outro numa Kombi. O projeto 508 acabou gerando um motor exclusivo em relação aos demais dentro do Grupo VW.

Com bomba injetora montada de forma lateral sobre o bloco do motor boxer,  o motorzinho tinha consumo médio de 15 e 17 km/litro contra 12 e 14 km/litro do motor a gasolina, rodando respectivamente em cidade e estrada. O maior problema era o nível de ruído, elevado demais para um automóvel daquela época. Não se sabe qual era a taxa de compressão.

fusca-diesel-motor-a-700x589

O Type 508 teve seu fim decretado quando Nordhoff visitou os Estados Unidos e percebeu que o norte-americano jamais compraria um carro tão lento e barulhento. Assim, o projeto foi abandonado de imediato. Os dois Volkswagen com motor diesel continuaram em testes até que um dia o Fusca furtado e abandonado na fronteira com a Suíça.

Em 1981, nos 50 anos da Porsche, a marca pediu para Robert Binder reconstruir o primeiro motor diesel da Volkswagen. O objetivo era recriar o Fusquinha 1951 diesel, operação que foi bem sucedida.

Hoje, como os diesel atuais da marca, o “Volkswagen Käfer Diesel” não passaria nos testes de emissão de poluentes, anão ser mediante alguma fraude. Quem quiser, pode visitar o Fusquinha no Museu da Porsche.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español