OS 45 ANOS DO CITROËN MÉHARI

Compartilhe!

me7

Foi há 45 anos, no dia 16 de maio, que nasceu um dos mais emblemáticos modelos da Citroën, o Méhari. Praticamente desconhecido no Brasil, o carrinho tem o nome de uma espécie de dromedário do Norte da África e do Sahara. O Méhari tornou-se símbolo e verdadeiro fenômeno na história do automóvel. Para comemorar a data, a Citroën organizou um evento dedicado ao Méhari no espaço de exposições da marca, em Paris.

me1

Apresentado no campo de golfe de Deauville, o Méhari, que posteriormente passou a chamar-se Diane 6 Méhari, causou espanto a todos pelo seu conceito diferente: era um veículo despretensioso, utilitário e de lazer, que podia ser lavado com facilidade e que podia tanto carregar plantas e feno como transportar pranchas de surf. Redefiniu, assim, a idéia do 2CV por meio da sua modularidade e economia, ao mesmo tempo que empregava materiais mais modernos (para a época) em sua construção.

me4

Criado por Roland de La Poype, o Citroën Méhari inovou, na época, pela  carroceria de plástico ABS, com a cor adicionada ao próprio material. Esse plástico permitia tomar qualquer forma, e no caso de pequenas batidas, regressava à forma original. A segunda particularidade do Méhari era ser totalmente aberto acima da linha de cintura, e o pára-brisas dobrava sobre o capô.

me6

Em 19 anos de história, o Méhari teve apenas duas séries especiais, lançadas em 1983: o Méhari Plage (na Espanha) e os mais conhecidos, Méhari Azur (França, Itália e Portugal).

me3

Entre 1968 e 1987 foram feitos cerca de 150.000 exemplares do simpático Citroën.

me2


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español