Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Para 2017: novo Duster poderá ter sete lugares

Compartilhe!

Na confortável posição de carro de grande da Dacia/Renault, com mais de um milhão de unidades vendidas em nível global -inclusive Brasil- o Duster ganhará sua segunda geração dentro de dois anos no mercado europeu, e logo em seguida, aqui.

Renault-Duster-Dacia-Duster-Vista-lateral-1

Sendo uma das bases do plano de expansão da marca “low cost” da empresa na Europa e da Renault no Brasil -chegou ao mercado europeu há 10 anos, o Duster terá uma segunda geração em 2017, reforçando as características de versatilidade, robustez e economia do modelo atual (na foto).

O estilo será semelhante ao dos novos Sandero, com linhas mais modernas, mas ainda assim adequadas às características de SUV.

De acordo com as informações que circulam na imprensa europeia, os engenheiros da Renault deverão manter a mesma plataforma utilizada pelo modelo atual, Logan, Oroch e Sandero, mas com melhorias em termos de suspensões e de outros componentes. Num grupo que conta atualmente com modelos como os Renault Captur e Kadjar, é de esperar que alguns dos componentes destes possa ser aplicado no novo Duster, deixando-o assim mais competitivo no mercado.

A linha de motores deverá ser a mesma da atual geração, com ajustes para maior eficiência, estando disponível com tração dianteira e integral e, em alguns mercados, com a recém-estreada caixa de câmbio automatizada Easy-R. A criação de uma versão de carroceria mais longa, para sete lugares, é uma possibilidade em estudo.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *