Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Para chefão da Fórmula 1, pilotos são “mercenários”

Compartilhe!

A Fórmula 1 continua seu caminho sem volta em direção ao fracasso. A última má notícia da categoria é a relação de Bernie Ecclestone com os pilotos, que anda estremecida. Sem economizar, o “chefão” da Fórmula 1 considera que os pilotos só têm interesse no dinheiro, classificando-os de “mercenários”, e que deviam ser proibidos de falar.

Bernie Ecclestone

O ataque de fúria do pequeno britânico, de 85 anos, surge depois das criticas dos pilotos do pouco espaço que lhes é dado para serem ouvidos sobre as alterações e definição das regras. “Que tipo de interesse têm eles, pilotos, que não seja o dinheiro oriundo do esporte?”, indagou.

“Eu nunca vi nenhum deles colocar um dólar nisto, vamos jantar com eles e nem sequer pagam a conta. Eles nem sequer deveriam ser autorizados a falar. Eles devem pegar o carro e pilotá-lo. Só isso”, afirmou.

A obsoleta forma de gerir a categoria, considerada a principal do automobilismo, tem sido fortemente criticada por todos envolvidos na Fórmula 1. Menos pelo polêmico Bernie Ecclestone.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español