Persu Streamliner 1923, o romeno aerodinâmico

Compartilhe!

untitled

Na primeira metade dos anos 1920, os desenhistas de automóveis começaram a entender os benefícios da aerodinâmica aplicada nos carros. Foi nessa época que começou a se falar em “streamlining” (algo como simplificar), ou seja, deixar os carros arredondados e com forma de gota, que é o desenho aerodinâmico mais simples e perfeito que existe. Mas muitos fabricantes não queriam investir nisso, e preferiam deixar seus carros em forma de caixote, com grade e pára-brisa verticais, que impediam o controle da passagem do ar em torno do veículo.

1923-Persu-Streamliner-3

Aurel Persu foi um dos que entenderam a importância da aerodinâmica. Nascido na Romênia em 1890, formou-se no Royal Technical College of Charlottenburg, de Berlim. Persu se inspirou na simples forma de uma lágrima, e em torno disso criou um carro de baixo coeficiente de penetração aerodinâmica. Era o Persu Streamliner, com carroceria aerodinâmica, cabine avanbçada, rodas na parte interna da carroceria e motor traseiro, muito diferente dos carros da época.

1923-Persu-Streamliner-4

O Persu Streamliner foi terminado em 1923, e no ano seguinte recebeu a patente do governo alemão pelo seu desenho revolucionário. Usava motor 1.4 de quatro cilindros e 20 cv de potência. Com a ajuda da aerodinâmica, chegava aos 80 km/h de velocidade máxima.

Para provar que seu carro era viável e capaz de percorre longas distâncias, Persu dirigiu da Alemanha até a Romênia, fazendo muita publicidade pelo caminho. Tanto GM quanto Ford se interessaram pelo projeto e tentaram comprar a patente. Como nenhuma garantiu que o carro seria realmente produzido, Persu não cedeu e foi atrás de outros interessados.

Infelizmente isso provou ter sido uma decisão errada, e ninguém se interessou em produzir o Streamliner em grande volume. O romeno perdeu assim uma grande oportunidade, e pouco depois o carro foi guardado. Este único protótipo, que poderia ter mudado a história do automóvel, está hoje no acervo do Dimitrie Leonida Technical Museum, na Romênia.

341


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español