Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

PEUGEOT 207, O PERIGOSO “UMA ESTRELA”

Compartilhe!

Praticamente quebrada na Europa e em reclusão no Brasil, a Peugeot vive um inferno astral sem fim. Agora o assunto é segurança. Ou falta de. Depois de fazer testes comparativos de colisão do Nissan Micra europeu com o similar mexicano Nissan March –vendido no Brasil- e concluir que o modelo latino é muitas vezes mais inseguro que o da Europa, o Latin NCAP, órgão da FIA que realiza crash-tests de modelos fabricados na América Latina, realizou outro comparativo, entre o Peugeot 207 brasileiro e o similar europeu. E os resultados foram mais uma vez assustadores.

O Peugeot 207 nacional obteve uma mísera estrela em cinco possíveis, e duas estrelas quando equipado com airbags frontais. Já o 207 francês levou cinco estrelas quando equipado com seis airbags. “Temos certeza de que os veículos vendidos na América Latina e no Caribe têm 20 anos de defasagem em relação aos equivalentes europeus e norte-americanos”, afirmou Nani Rodríguez, secretária-executiva do Latin NCAP. “Visualmente, parece não haver diferença entre os modelos, mas quando testados, os resultados são muito diferentes”, garantiu. O Peugeot 207 foi escolhido por ter projetos distintos: enquanto o hatch francês foi amplamente renovado, o brasileiro copiou o design e manteve a plataforma do 206.

Foram encontradas diferenças nos componentes, nos metais empregados e em toda a estrutura dos veículos. Isso significa que quem compra um automóvel na América Latina está claramente menos protegido nas ruas que o consumidor que leva para casa o mesmo modelo na Europa e nos Estados Unidos.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español