Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

PSA APRESENTA PLATAFORMA MODULAR

Compartilhe!

O Grupo PSA Peugeot-Citroën, decidiu que o futuro dos seus automóveis tem que mudar a curto prazo, e para isso apresentou na França a nova e revolucionária plataforma EMP2 (Efficient Modular Platform, ou Plataforma Modular Eficiente). Esta será a base de todos os próximos modelos das duas marcas que tenham entre 4,2 e 5 metros de comprimento. Ou seja, estamos falando, por exemplo, de modelos como o Citroën C4 ou Peugeot 308. E mais, serve em qualquer tipo de carroceria, seja SUV, wagon, monovolume, cupê e até furgões.

plata2

A plataforma está projetada para que tudo encaixe nela como um Lego, independentemente da carrocería usada. E é na plataforma, que reúne motores, eletrônica, segurança, transmissão e outros omponentes, que está cerca de 60% do valor de um carro, segundo a PSA. Este é o caminho seguido também pela Volkswagen com a plataforma MQB estreada pelo novo Golf, o mesmo esquema que mais marcas devem seguir.

Menos plataformas, mas cada vez mais modulares. Isto faz com que as marcas  tenham maior capacidade de resposta para atender as necessidades do mercado, mas também permite que o trabalho de reparação seja mais fácil, com a necessidade de ter menos peças em diferentes modelos.

Esta novidade da PSA, além de permitir o uso de todo tipo de carrocerias, faz com que o investimento em cada novo modelo seja reduzido para a metade e, em alguns casos, para até 20%, segundo a empresa. Estes novos modelos vão também conseguir maior redução média de emissões de CO, graças a um autêntico regime, que vai retirar, em média, 70 quilos de cada modelo. Isto graças ao uso de materiais compostos, alumínio, soldas a laser ou aços com maior limite elástico (dos menos de 20% atuais para mais de 80%). Todos os motores da PSA européia já atendem a norma Euro 6 e estão preparados para a Euro 7.

Esta nova plataforma vai também originar novos motores a gasolina, com torque 45% superior, mais 10% de potência e redução de emissões na ordem dos 12%. Já entre os diesel, o torque sobe 10%, o mesmo valor de aumento da potência, enquanto as emissões caíram em 10%.

Associada a esta plataforma teremos uma nova caixa automática Aisin (que consegue redução de 15% de CO2). A nova plataforma está pronta para receber quatro larguras de vitolas diferentes, cinco distâncias entre-eixos e a possibilidade de escolher entre dois tipos de eixo traseiro (multibraços ou eixo de torção), como acontece na nova plataforma da Volkswagen. Os freios serão de ação elétrica, com menos perdas por frição.

Até agora a PSA construía os seus carros sobre três plataformas (PF1, PF2 e PF3) e a nova EMP2 vai substituir as duas últimas. A nova plataforma vai ser estreada ainda este ano com dois modelos, provavelmente o Peugeot 2008 e o novo Citroën C4 Picasso. As fábricas de Vigo e Sochaux já estão sendo adaptadas para traballhar com a nova plataforma, que poderá também ser usada nos modelos feitos em parceria com a General Motors, em especial os Opel.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español