Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Porsche: confira todas as mudanças do Cayenne

Compartilhe!

a10

A Porsche não perde mesmo tempo. Enquanto estuda se instalar oficialmente no Brasil, mesmo com o Macan ainda fresco nas concessionárias já apresentou o novo Cayenne, que passou por leve -mas necessária- atualização stética e mecânica. As mudanças no visual não são muito profundas, mas escondem novidades importantes. A maior de todas é o Cayenne S E-Hybrid2, o primeiro crossover da Porsche de recarregar na tomada.

Equipado com uma bateria de ions de lítio, que permite autonomia em modo elétrico de 18 a 36 km, este híbrido plug-in recorre à mesma mecânica do Panamera E-Hybrid. Anuncia consumo combinado de apenas 29,4 km/litro e emissões de CO2 de 79 g/km, este último dado raramente divulgado nos carros brasileiros.

Em relação ao anterior Panamera Hybrid, a potência do motor elétrico aumentou de 47 para 95 cv, e funciona em conjunto com um motor a combustão 3.0V6 turbo de 333 cv. A potência combinada assim é de 416 cv e o torque total é de 60 mkgf. O desempenho impressiona. Faz de zero a 100 km/h em 5,9 segundos e atinge 243 km/h de velocidade máxima. Em modo elétrico atinge 125 km/h. A bateria pode ser recarregada em uma tomada comum ou enquanto se conduz.

DIESEL

As novidades, no entanto, não se ficam por aqui. O Cayenne Diesel, equipado com motor 3.0V6, tem agora 262 cv (mais 22 cv) e 58 mkgf de torque máximo. Apresenta consumos a partir de 15 km/litro e emissões de CO2 de 173 g/km. Com o “pacote” Sport Chrono, consegue acelerar de zero a 100 km/h em 7,2 segundos e atingir 221 km/h de velocidade máxima.

Já o Cayenne S Diesel conta com um motor 4.2V8 de 385 cv (mais 3 cv) a 3.750 rpm e 85 mkgf de torque entre  2.000 e as 2.750 rpm. Consegue alcançar 100 km/h em 5,3 segundos (com o “pacote” Sport Chrono) e atinge 252 km/h, anunciando consumos de 12,5 km/litro. As motorizações a gasolina também não escaparam de uma revisão. O Cayenne Turbo, com um motor de 4.8V8 biturbo, tem potência máxima de 520 cv (mais 20 cv). É capaz de chegar a 100 km/h em 4,4 seg. (“pacote” Sport Chrono) e de atingir 279 km/h.

De resto, o Cayenne S ganhou um novo motor 3.6V6, que substitui o anterior V8. Desenvolvido pela Porsche, este motor anuncia
consumos a partir de 10 km/litro (menos 1 km/litro que o V8 anterior). Este motor biturbo tem 420 cv (mais 20 cv) a 6.000 rpm e 55 mkgf de torque máximo (mais 5 mkgf) entre 1.350-4.500 rpm. Com a caixa automática de oito velocidades Tiptronic S, esta versão alcança os 100 km/h em 5,4 segundos (“pacote” Sport Chrono) e tem velocidade máxima de 259 km/h.

DESENHO

Em comum, todas as versões contam de série com a função “velejar”, “Auto Start-Stop Plus” e gestão térmica otimizada. Flaps ativos de arrefecimento são usados no Cayenne pela primeira vez. Por fora, a atualização efetuada no Cayenne  é discreta e concentrou-se nas duas extremidades do SUV. Assim, este face lift traz a dianteira redesenhada, com grade, capô e para-lamas modificados. As entradas de ar laterais, com defletores dianteiros para dirigir o ar dos intercoolers, contribuem para criar um impacto visual mais esportivo. Atrás, as diferenças são mais marcantes, com a forma das lanternas lembrano as do Macan. As saídas de escapamento apresentam também novo desenho.

No interior, há um novo volante multifunções com “borboletas” para as trocas de marcha de série, bancos traseiros mais confortáveis e ventilados (opcional). A ativação automática da abertura elétrica do porta-malas é de série. O novo Cayenne chega às concessionárias européias dia 11 de outubro.

 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español