Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Porsche confirma: terá seu esportivo elétrico

Compartilhe!

Mais de 100 anos depois que Ferdinand Porsche, por volta de 1889 (e com 14 anos de idade), desenvolveu seu primeiro carro elétrico e em 1900 trabalhou no Lohner-Porsche Semper Vivus híbrido, a Porsche confirmou a produção em escala de seu primeiro modelo elétrico, o Mission E.

f6e0f5352904b864364bdd92d41240fe_L

Isso exigiu investimento de cerca de US$ 1,2 bilhões e envolve a contratação de 1000 novos funcionários. Mesmo atolada na crise em que se enroscou, o Grupo Volkswagen deu o OK para a versão de produção do Mission E.

 

A Porsche confirmou a produção do Mission E (nome que não deverá ser utilizado no carro de produção), conceito elétrico que foi apresentado no Salão de Frankfurt deste ano. O novo modelo, potencial concorrente do Tesla Model S, deverá estar à venda apenas no final da década.

Este projeto foi aprovado pelo Grupo VW e, dentro dos US$ 1,2 bilhões de investimento, cerca de US$ 800 milhões serão aplicados na sua principal fábrica, em especial numa nova área de pintura e na linha de produção, mas também na fabricação de motores elétricos e no aumento das instalações ra parte de carrocerias.

O Centro de Desenvolvimento de Weissach, na Alemanha, também será contemplado neste plano de investimento. A Porsche pretende ainda contratar de mais de 1000 novos funcionários na sua sede em Stuttgart. O chefão do conselho executivo da Porsche, Oliver Blume, diz que este modelo “representa um novo capítulo na história dos carros esportivos” da marca.

O novo modelo 100% elétrico será um quatro portas de quatro lugares, que utilizará o sistema híbrido herdado e adaptado do 919 Hybrid, que brilhou no mundial de Endurance este ano, usando também baterias e materiais leves aplicados no 918 Spyder. O concept Mission E  é equipado com dois motores elétricos (um no eixo dianteiro e outro no traseiro) responsável pelos cerca de 600 cv de potência máxima. Com esta configuração, dá para prever aceleração de zero a 100 km/h em 3,5 segundos (mais rápido do que o 911), e 500 km de autonomia.

O conceito Mission E pesa cerca de 2000 kg, contando com baterias arrefecidas a água encaixadas no assoalho da carroceria, o que permite centro de gravidade baixo, similar ao do 918 Spyder. O novo modelo deverá usar uma nova plataforma, feita especificamente para modelos elétricos, com estrutura em alumínio, aço de alta resistência e plástico reforçado com fibra de carbono.

O novo carro deverá ainda ter sistema de carga inovador, com 800 volt, o que permite recarregar 80% das baterias em cerca de 15 minutos. Será também utilizado um sistema de carregamento por indução. Esteticamente, o Mission E final não deverá mudar muito do conceito apresentado. Aliás, este estudo deverá servir de inspiração também para a próxima geração do Panamera, que será lançada em 2016.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *