Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Pós-escândalo: Nissan vai comprar 34% da Mitsubishi

Compartilhe!

A Nissan investirá cerca de US$ 2,2 bilhões em ações da Mitsubishi, tornando-se no maior investidor individual da marca outrora concorrente.

db3816f0758838ae4a3c90d9ce3c2ac4_XL

A Nissan anunciou em coletiva de imprensa que investirá cerca de US$ 2,2 bilhões na compra de 34% de ações da desvalorizada  Mitsubishi Motors. As duas partes (na foto os poderosos chefões da Nissan, Carlos Ghosn, e da Mitsubishi, Osamu Masuko) anunciaram a assinatura de um acordo tendo em vista o reforço de uma aliança estratégica que já dura há cinco anos.

Assim que se formalizar esta compra de ações, o que deverá acontecer dia 25 de maio, a Nissan se tornará no maior acionista individual da Mitsubishi. Ghosn diz que a aliança envolverá a área de compras, plataformas comuns, produção conjunta e desenvolvimento de tecnologia, com o objetivo básico de redução de custos. A Nissan contribuirá ainda em nível de gestão, para que a Mitsubishi tente recuperar a sua credibilidade.

Mitsubishi_Nissan

Este anúncio surge na sequência de dois escândalos. No Brasil a marca está envolvida em fraudes fiscais e em um de seus executivos preso a meses, No Japão, a Mitsubishi, que assumiu a manipulação dos valores de consumos anunciados em mais de 10 modelos, exclusivos daquele mercado, em meados de abril. Sem especificar ainda quais os modelos em questão, a Mitsubishi revelou, no entanto, que as diferenças dos valores falseados são pequenas em comparação com os valores reais, e que continuará a vender os carros envolvidos.

Após a divulgação deste último caso, a ações da Mitsubishi caíram de valor cerca de 50% e os pedidos de encomendas dos seus carros foram muito reduzidos nos dias seguintes. Isso facilitou a vida da Nissan.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español