Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Quadrilha queria furtar os restos mortais de Enzo Ferrari

Compartilhe!

O ser humano surpreende, de maneira negativa, a cada dia. As autoridades italianas interceptaram ligações telefônicas e trocas de mensagens que permitiram evitar o furto dos restos mortais de Enzo Ferrari,o fundador da Ferrari. O objetivo era pedir resgate. Isso já havia acontecido antes, por exemplo, com Elvis Presley.

maxresdefault

A polícia de Nuoro, na Sardenha (Itália), convocou uma coletiva de imprensa para anunciar que, durante uma investigação relacionada com tráfico de armas e de drogas –que culminou com a detenção de 34 indivíduos- evitou o furto dos restos mortais de Enzo Ferrari, piloto e fundador da inconfundível marca de automóveis que leva seu sobrenome. O objetivo do grupo era pedir resgate à família pelos restos mortais de Ferrari, que está sepultado no cemitério de San Cataldo, em Modena, perto da fábrica de Maranello.

O fundador da marca italiana morreu em 1988.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español