Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

RALI: TRAGÉDIA NA ITÁLIA MATA PILOTO E CO-PILOTO

Compartilhe!

Peugeot destruído, dois mortos.

O Rally Coppa Città di Lucca, na Itália, terminou de maneira prematura -e trágica. O piloto Valerio Catalani, e a co-piloto, Daniela Bertoneri, marido e mulher, morreram carbonizados, quando o carro que ocupavam, um Peugeot 207 S2000, pegou fogo depois de um violento acidente.

A tragédia aconteceu no km 3,5 da Especial de Brancoli, no Rally Coppa Città di Lucca, quando o bateu num muro e caiu numa valeta; piloto e co-piloto ficaram presos nos destroços.

Apesar dos esforços dos demais pilotos e dos espectadores que se encontravam no local, pouco foi possível fazer para salvar o casal. O rali foi imediatamente suspenso. Valerio Catelani tinha 37 anos e sua mulher Daniela Bertoneri 34.

“O acidente ocorreu numa curva rápida, onde o Peugeot de Catelani e da sua co-piloto Bertoneri saiu do controle e bateu com violência, e os dois ficaram presos no interior do carro”, explicou um porta-voz da polícia italiana. “Todos os meios de socorro foram acionados com muita rapidez, mas ao chegarem ao local já não havia nada a fazer pelos dois competidores”, acrescentou.

Nos últimos três meses, só em termos de ralis na Europa, já morreram 11 pessoas, entre pilotos, navegadores, comissários e espectadores. O de maior repercussão foi o que matou o britânico Gareth Roberts, navegador do irlandês Craig Breen, num acidente na Targa Florio, prova que contava pontos para o IRC.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español