Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

RAZIA E A DEMISSÃO MAIS RÁPIDA DA FÓRMULA 1

Compartilhe!

untitled

O Brasil bate recordes negativos na Fórmula 1. Primeiro foi Felipe Massa, que se sentiu campeão do mundo por alguns segundos em 2008. Agora é o baiano Luiz Razia, que entrou para a história na Fórmula 1 por um péssimo motivo. O brasileiro foi despedido apenas 25 dias depois de ter sido contratado pela Marussia. Assim, tornou-se o piloto que menos tempo esteve na Fórmula 1. Esse registo separa, naturalmente, os pilotos-reserva, que apenas correram em ocasiões esporádicas, e focaliza aqueles que, efetivamente, assinaram contrato para uma temporada. Nunca um piloto tinha sido contratado e despedido já na pré-temporada. E nem sequer fez uma corrida…

A experiência de Razia na Marussia ficou limitada em míseros dois treinos em Jerez. Na primeira batería, em Barcelona, chamou atenção a ausência do piloto nos testes. A equipa mentiu e falou em problemas mecânicos, mas o piloto admitiu que houve uma falha no acordo financeiro. A segunda parcela do pagamento acertado não chegou à conta da equipe como combinado. Um dos patrocinadores de Razia desistiu e a equipe não deu tempo ao piloto para se recompor.

A Marussia reuniu-se com o empresário de Jules Bianchi, ligado à Ferrari, e selou um novo acordo. Segundo a imprensa internacional, o francês levará quase US$ 8 milhões para a sorumbática escuderia. Já se especula que, em 2014, a Marussia venha a ter motor Ferrari. Esse é o mesmo team que, num desastrado treino, envolveu-se num acidente que custou a visão de um olho da piloto Maria de Villota.

Para o Brasil é mais um episódio triste na história da categoria. O país vai ficar apenas com um piloto na Fórmula 1 –Felipe Massa- (que convenhamos, é a mesma coisa que não ter nenhum), algo que não acontecia desde 1981. Naquele ano, só tivemos um  representante na Fórmula 1: Nelson Piquet, que ao contrário de Massa, jamais se rendeu a jogos de equipe, ceder posições ou ser ultrapassado em entrada de box.

Para Razia, talvez tenha sido bom negócio. Não vai encher os bolsos da Marussia de dinheiro e nem se arrastar como figurante na Fórmula 1. Merece coisa bem melhor.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español