Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Recalls não feitos: Fiat Chrysler multada em US$ 65 milhões

Compartilhe!

Montage-Fiat-Chrysler-Logo-474x316-8af977cfaa30d914

A Fiat Chrysler, acusada de negligência nas chamadas de recall dos seus carros, foi multada em cerca de US$ 65 milhões e encerrou sua disputa com a agência rodoviária norte-americana (NHTSA).

O acordo com a NHTSA prevê também que a Fiat Chrysler Automobiles gaste US$ 20 milhões para melhorar as suas atividades junto dos consumidores e em campanhas de recall dos veículos para revisão nas oficinas, além de uma soma suplementar de US$ 15 milhões no caso de não respeitar as disposições fixadas no acordo.

Uma das falhas em pauta tem a ver com a reparação de 1.560.000 unidades dos Jeep Liberty e Grand Cherokee, devido a uma falha no tanque de combustível que pode causar incêndios se houver um choque por trás. A agência critica a Fiat Chrysler por anos de atraso na reparação deste defeito, mesmo sabendo do perigo e de já ter havido vítimas.

Este acordo com a fabricante de automóveis vem na sequência da retirada do mercado de 1.700.000 modelos das pick-ups Ram para a substituição dos seus airbags, que podem, inadvertidamente, serem acionados.

Na última sexta-feira, dia 24 de julho, a  FCA anunciou também que ia revisar 1.400.000 carros e caminhões equipados com rádios vulneráveis a ataques de hackers.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español