Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Red Bull: saída da Renault causa prejuízo de mais de US$ 50 milhões

Compartilhe!

A saída da Renault vai causar prejuízo superior a US$ 50 milhões à equipe Red Bull, só na perda de patrocínios.

42508a8b3fa7a6e35fd41df2

A Red Bull prepara-se para romper o contrato de fornecimento de motores com a marca francesa, perdendo não só o patrocínio da Infiniti -marca de luxo da Nissan, propriedade da Renault- e da petrolífera francesa Total. Ao todo, o patrocínio da Infiniti representa US4 40 milhões, mais US$ 10 milhões da Total, a que se junta mais de US$ 30 milhões referentes a prêmios, já que a classificação da equipe deverá ser, este ano, pior do que em que 2014.

A Renault, por outro lado, prepara-se para comprar a Lotus e regressar à Fórmula 1 como equipe de fábrica, fazendo companhia à Ferrari e Mercedes. O construtor alemão era a escolha dos sonhos para animar os próximos carros da Red Bull, mas a marca alemã recusou-se a fornecer motores, restando por enquanto a Ferrari como alternativa. Pelo menos a curto prazo.

Neste momento, Dietrich Mateschitz, proprietário da Red Bull, está fazendo contas, o que não deve acalmar Bernie Ecclestone, assustado com as ameaças feitas anteriormente de eventual abandono da Fórmula 1 pela Red Bull.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español