Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Renault apresenta seu programa esportivo para este ano

Compartilhe!

Ao apresentar seu novo programa esportivo para 2016 -com destaque para o regresso à Fórmula 1 da Renault- a marca francesa anunciou ainda algumas alterações importantes para a área dos modelos de produção em série, sendo que a mais importante está relacionada com a criação da divisão Renault Sport Cars.

Renault-R.S.-16-Formula-1-1024x619

Vinda da Renault Sport Technologies, esta divisão dirigirá o desenvolvimento e comercialização da linha de modelos de série com a assinatura Renault Sport, que por sua vez irá desenvolver a sua atividade nos mercados fora da Europa e a sua oferyta irá crescer com investimentos adicionais.

A Renault irá utilizar esta nova organização, com dois objetivos principais. O primeiro é o de promover a marca Renault Sport por meio da equipa Renault Sport Formula One Team e da grande audiência que a F-1 ainda tem. A Formula E e as outras atividades de competição, como a Clio Cup européia, vão também contribuir para o crescimento da notoriedade e do reconhecimento dos modelos da Renault.

A Renault Sport Racing e a Renault Sport Cars irão trabalhar, em conjunto, para maximizar as sinergias técnicas e comerciais. A primeira demonstração desta relação entre as duas entidades será revelada no GP de Mónaco, embora não tenha sido revelada de que forma.

“Nós estamos convencidos que os esportes motorizados alimentam o imaginário dos apaixonados, mas, também, de todos os que utilizam automóveis. E hoje lançamos um programa de grande envergadura. A Fórmula 1 é o coração dos nossos esforços para aumentar a notoriedade da linha Renault e, em particular, nos mercados onde estamos a dando os primeiros passos”, comentou Carlos Ghosn, chefão do Grupo Renault.

Por sua vez, a Renault Sport Racing será presidida por Jérôme Stoll, que será acompanhado por Cyril Abitboul no cargo de Diretor Geral. Frédéric Vasseur assume o cargo de Diretor de Competição.

A Renault Sport Cars será dirigida pelo Diretor-Geral, Patrice Ratti. Guillaume Boisseau, Diretor das Marcas do Grupo Renault, terá a seu cargo o marketing e garantirá que a ativação e o posicionamento dos programas esportivos são coerentes com a estratégia de marketing da Renault.

No centro disso tudo está a nova equipe Renault Sport Formula One Team, herdeira direta da anterior Lotus F1. O chassis do novo carro, batizado de Renault R.S.16, é desenvolvido e fabricado em Enstone, enquanto o motor Renault R.E.16 continuará sendo desenvolvido em Viry-Châtillon.

Foram várias as nomeações para os postos importantes da formação da equipe de Fórmula 1. Bob Bell é o novo Diretor Técnico F-1, e terá sob a sua responsabilidade Nick Chester, Diretor Técnico Chassi e Rémi Taffin, Diretor Técnico Motor. Kevin Magnussen e Jolyon Palmer são os pilotos titulares da Renault Sport Formula One Team e serão acompanhados por Esteban Ocon, que se junta à equipa como terceiro piloto e piloto de reserva.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *