Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Restauração: Abarth cria seu centro Classiche

Compartilhe!

Enquanto no Brasil as montadoras e muito menos a Anfavea se preocupam em criar museus e preservar a história do automóvel nacional, no resto do mundo a coisa flui da maneira que se deve.

A Abarth lançou um novo projeto, dedicado a restaurar e a certificar os seus modelos históricos. Semelhante ao que a Ferrari faz com a sua divisão voltada ao restauro de modelos clássicos, muitos dos quais autenticas obras-primas únicas, a Abarth apresentou o Abarth Classiche, cuja base é a Officine Abarth Classiche, situado em Mirafiori, Turim.

Abarth-Classiche-474x316-1ef156c9dbd95ca5

É por meio desta oficina oficial para os Abarth clássicos, que os proprietários de modelos históricos da marca do escorpião podem efetuar a restauração dos seus carros, tanto de competição como de rua, contando com a garantia de que o trabalho efetuado respeita meticulosamente as normas da marca e o seu passado histórico.

Dentro desse princípio, diversos componentes mecânicos, como motor, caixa de câmbio, sistema de escapamento e suspensões contam com certificado de autenticidade providenciado pela Abarth. Este trabalho se diferencia ainda pela disponibilização de serviço de atendimento ao cliente de melhor qualidade, com número telefônico exclusivo, gerenciado pelo Centro de Atenção ao Cliente da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e uma página de Internet onde todos os detalhes podem ser conhecidos (www.abarthclassiche.com).

Para os clientes que necessitem de transporte específico ao deixarem seus carros, o programa Abarth Classiche dispõe ainda de serviço para isso. Na prática, trata-se de um espaço com cerca de 900 m2, em que os modelosserão restaurados com rigor, recorrendo mesmo à documentação original que foi recentemente catalogada e digitalizada, que inclui desenhos técnicos indispensáveis para contar com o selo de autenticidade de componentes mecânicos. Para chegar a isso, a Abarth contou com a orientação e experiência da ASI e da FIVA para definir o seu procedimento de certificação.

Foi também criado o Registo Abarth, que coordena todas as atividades, como eventos, encontros e competições históricas. Já os recordes e histórias ao redor da marca são contadas numa trilogia de livros intitulados  “Abarth: the Scorpion’s Tale” (“A História do Escorpião”) escritos por Sergio Seccatore.

Quem está por trás de todas estas iniciativas é Anneliese Abarth, mulher de Carlo Abarth, fundador da marca, tendo aceitado com entusiasmo a missão de divulgar a hitória da marca, criada pelo seu marido a 15 de novembro de 1949.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *