Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Senna 20 Anos: “Ayrton queria encerrar carreira na Ferrari”

Compartilhe!

senna_na_ferrari

No dia 27 de abril de 1994, quatro dias antes de perder a vida no circuito de Imola, Ayrton Senna teve uma reunião com Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, onde manifestou seu desejo de, um dia, pilotar para a equipe italiana, onde gostaria de encerrar a carreira.

A revelação foi feita pelo próprio Montezemolo, fã confesso do piloto brasileiro. “Sempre gostei da forma como ele pilotava. Como todos os grandes campeões, também ele tinha um enorme desejo de ganhar, nunca se cansava de perseguir a perfeição e tentava melhorar constantemente. Era extraordinário nos treinos, mas também um grande lutador nas corridas”, explicou o dirigente, ao site da Ferrari.

Sobre a reunião que teve com o brasileiro, falou do conversado. “Ele queria vir para a Ferrari e eu queria que ele viesse. Nos reunimos em Bolonha, na quarta-feira, 27 de abril. Ayrton disse que gostava muito da nossa posição contra o excesso de ajudas eletrônicas que escondiam o valor real de cada piloto”, comentou. Montezemolo disse ainda que a conversa foi bem demorada.

“Ele deixou claro para mim que queria encerrar a carreira na Ferrari, depois de já ter estado perto de trabalhar conosco uns anos antes”, contou. “Infelizmente, o destino nos roubou o Ayrton e o Roland Ratzenberger, num dos finais de semana mais trágicos da história da Fórmula 1. De Senna recordo sua gentileza e sinceridade, quase timidez, em absoluto contraste com o Senna piloto, um lutador, sempre decidido a tirar o máximo do carro e da situação”, encerrou o presidente da Ferrari.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español