Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

SUPER CHEVY: sexta geração do Camaro chega em série limitada por R$ 297 mil

Compartilhe!

Enquanto a Ford completa 52 anos discutindo se vai ou não trazer o Mustang para o Brasil, a Chevrolet vai se estabelecendo nesse nicho de mercado. Apresentou a sexta geração do Camaro, com o lançamento da série especial Fifty, para comemorar os 50 anos do modelo (foi lançado em 1967). Do modelo anterior, a Chevrolet faz questão de ressaltar que o Camaro 2017 manteve somente duas peças: a “gravata” dourada da Chevrolet e o emblema SS que identifica a versão. Não deve ser bem assim, mas tudo bem.

Fotos: Fábio Gonzales

camaro-fifty-11

AUTO&TÉCNICA avaliou o esportivo  no autódromo Velo Cittá (aliás um surpreendente circuito, homologado pela FIA), próximo a Campinas, SP. O esportivo de maior sucesso no Brasil, o Camaro chega à sexta geração ainda mais potente, tecnológico e refinado. O estilo que consagrou o modelo anterior foi mantido, porém, agora com uma linguagem mais contemporânea. As dimensões e a arquitetura são novas, contribuindo para um veículo ainda mais agradável de ser dirigido.

camaro-fifty-26

Novidades também estão presentes na parte mecânica. O novo motor 6.2V8 de injeção direta tem 461 cv de potência máxima e 62,9 mkgf de torque máximo. A transmissão é automática de oito marchas com sistema Active Select, que permite trocas automáticas ou manuais por meio de “borboletas” junto ao volante, por exemplo. Toda essa potência e torque estão sobre controle quase total da eletrônica.

camaro-fifty-10

A cabine do Camaro 2017 também está mais refinada e perdeu um pouco do visual nostálgico do anterior. Traz recursos, como painel que pode ser personalizado; Heads-up Display; multimídia Mylink com Android Auto e Apple Car Play; alto-falantes Bose; carregador wireless para smartphone; volante com aquecimento; bancos dianteiros com ventilação, ajuste elétrico e memória; ar-condicionado dual zone; partida remota e outros mimos.

Outra novidade interessante e importante para muitos é o intensificador de som do motor para a cabine, que torna o “ronco” mais envolvente à medida que o giro do motor sobe. Isso reforça a boa experiência de quem está ao volante do Camaro.

O cupê esportivo da Chevrolet traz ainda seletor de modo de condução (Drive Mode Selector), sistema de vetorização do torque, freios de alto desempenho Brembo com assistência de frenagem de urgência, alertas de troca de faixa, oito airbags, pneus mais largos, teto solar, faróis de xenônio e lanternas com LEDs.

A nova geração do Camaro chega às concessionárias a partir de novembro. As 100 primeiras unidades serão da série limitada Fifty, comemorativa aos 50 anos do esportivo e que traz detalhes de acabamento exclusivos. Custa R$ 297 mil, e a GM não divulgou o preço do Camaro SS “normal”. A configuração SS conversível também estará disponível no mercado brasileiro. A previsão é que desembarque nas lojas no fim do primeiro trimestre de 2017.

O CAMARO FIFTY

Serão 7500 unidades totais do Camaro Fifty em todo o mundo, 100 delas no Brasil. Metade deles já estavam vendidos antes do lançamento. O carro é ofertado aqui apenas na carroceria cupê no Brasil, e traz inúmeros itens específicos:

Exterior

  • Pintura Cinza Graphite
  • Faixas decorativas laranja no capô e na tampa traseira
  • Grade versão “50th” com detalhes cromados
  • Spoiler dianteiro na cor do veículo
  • Emblemas decorativos “Fifty” nas laterais
  • Roda de alumínio aro 20 com desenho exclusivo e calotinha personalizada “50th”
  • Pinça de freio na cor laranja

Interior

  • Acabamento e revestimentos em preto e cinza escuro
  • Bancos e detalhes com costura laranja e emblema “Fifty”
  • Painel com logo “Fifty”
  • Soleiras iluminadas com emblema “50th” 

 MENOS PESO, MAIS TECNOLOGIA

Aproximadamente 70% dos componentes da arquitetura do Camaro foram desenvolvidas especificamente para o carro, que está estruturalmente 28% mais rígido e 83 kg mais leve. Já a distribuição de peso é praticamente idêntica entre os dois eixos.

Isso foi possível devido ao uso de materiais nobres, como o aço de alta resistência e alumínio em diversos componentes do veículo. Um exemplo é o sistema de suspensão, que ficou 12 kg mais leve.

camaro-fifty-3

O conjunto dianteiro agora é McPherson multilink com geometria específica, barra estabilizadora e pivô duplo, enquanto o traseiro é do tipo independente com cinco braços, desenhado para proporcionar controle excepcional do veículo e não deixar a carroceria se erguer em acelerações bruscas, o que compromete a dirigibilidade.

De série na versão SS em todos os mercados, os necessários freios de alta potência da marca Brembo trazem discos ventilados de 345 mm na dianteira e de 338 mm na traseira, todos com pinças de quatro pistões. Contam com assistência antiblocante (ABS), distribuição da força de frenagem (EBD) e frenagem de urgência (PBA).

Já os pneus são adequados para oferecer o melhor desempenho tanto em piso seco como molhado, sendo mais largos atrás, onde está a tração. As medidas são 245/40 ZR20 (dianteiro) e 275/35 ZR20 (traseiro). Por serem do tipo Run Flat, podem rodar emergencialmente mesmo furados. As rodas são de alumínio aro 20.

Para auxiliar o motorista em uma pilotagem orientada voltada ao alto desempenho, o novo Camaro traz uma série de tecnologias: sistema de vetorização do torque, controle de tração e de estabilidade e um inédito seletor com quatro modos de condução (Passeio, Esportivo, Neve, Pista), que configura diversos parâmetros do veículo (menos as suspensões). Muda desde a sensibilidade do pedal do acelerador e do volante, passando pelo mapeamento da transmissão até a cor da ambientação da cabine.

Outro destaque é o sistema de vetorização do torque (Torque Vectoring), que usa recursos do controle eletrônico de estabilidade para o máximo desempenho do carro em curvas, possibilitando que as rodas recebam doses distintas de torque, na medida exata para a otimização da tração.

Em relação às dimensões, o Novo Camaro está ligeiramente mais baixo e compacto que o anterior, o que ajuda a otimizar o desempenho. Tem 4.794 mm de comprimento (4.836 mm do anterior), 1.894 mm de largura (antes era 1.917 mm), 1.340 mm de altura (contra 1.371 mm e 2.812 mm de entre-eixos (era 2.852 mm).

MUSCLE CAR OU PONY CAR?

Sempre existe alguma confusão em classificar o Camaro. É um pony car ou um muscle car. A definição pura do muscle car diz que deve ser um carro de tamanho médio, com motor V8 muito potente, preço baixo, despojado e sempre baseado em carros de produção. Não é exatamente precisa. Por isso só algumas versões de V8 são muscle cars, como Buick GS, Chevrolet Chevelle SS, Dodge Charger R/T, Ford Torino/Cobra, Plymouth GTX, Plymouth Road Runner, Oldsmobile 442 e Pontiac GTO. Os especialistas americanos reconhecem apenas os Camaro SS e Z28 como autênticos muscle cars, o que inclui o Camaro SS vendido no Brasil. Dele, as demais versões são pony cars.

Apesar de completamente redesenhado, o Novo Camaro manteve a identidade visual que o consagrou na origem, em 1967. A sexta geração do carro deixa ainda mais acentuado o efeito “musculoso” da carroceria, que teve todas as dimensões revistas e a aerodinâmica aperfeiçoada.

A parte frontal do Novo Camaro é marcada por um elemento retangular que, ao fundo, envolve os faróis e a grade, como no modelo da primeira geração. As proporções e os traços atuais, no entanto, ressaltam força e agressividade numa linguagem que só cabe ao Camaro. O capô alongado reforça isso.

Os faróis ganharam lâmpadas de xenônio e luz diurna de LED para melhor visibilidade. Novas saídas de ar no capô e entradas de ar no parachoque servem para arrefecer os freios e o motor V8, auxiliando ainda na função aerodinâmica.

A lateral chama a atenção pela baixa distância em relação ao solo, pelas “saias” esculpidas na própria carroceria e pela linha de cintura elevada, com janelas estreitas e de formas angulares marcantes. O perfil dinâmico de um autêntico “fastback” fica evidente nos vidros laterais traseiros envolvidos pelos para-lamas salientes, que acomodam as rodas raiadas de 20 polegadas e os repetidores do pisca, agora com superfície transparente e posicionados na vertical.

 Na parte traseira do Camaro há as tradicionais lanternas horizontais de dois elementos. Assumem aspecto futurista com o efeito dos LEDs. Já o spoiler traseiro deu lugar a um  aerofólio exclusivo da versão SS, apoiado em três bases. A troca dessa peça ajudou a elevar em 50% o “downforce” traseiro.

O parachoque de trás também foi redesenhado e ganhou vincos nas extremidades, ressaltando o conjunto. Na parte inferior, um aplique escuro agrupa a dupla saída de escapamento e a luz de ré na parte central. Até o teto passou por mudanças conceituais significativas. Seu processo de montagem, por exemplo, é feito por meio de solda a laser, eliminando a necessidade de canaletas e outras peças complementares, garantindo melhor acabamento e menos peso.

Enquanto o cupê tem o teto solar elétrico na sua lista de equipamentos de série, o conversível tem capota com acionamento retrátil completamente automático. A operação pode ser feita remotamente pela chave ou por um botão no console, mesmo com o carro em movimento  (até 50 km/h). Interessante observar que, quando fechada, a capota traz exatamente a mesma silhueta do cupê.

Uma reinterpretação do antigo emblema vermelho, branco e azul do Camaro identifica a lateral do modelo SS, cujo a linha 2017 estreia com cinco opções de cores para a carroceria: Preto Ouro Negro, Branco Summit, Amarelo Lemon Peel, Vermelho Tinto e Azul Ocean.  Na nossa opinião, faltou o laranja.

NOVO INTERIOR

Como a parte externa, a interna foi completamente renovada, preservando elementos característicos que consagraram o Camaro ao longo dessas últimas cinco décadas, como o quadro de instrumentos com o “canhão” do conta-giros à esquerda e o do velocímetro à direita, ambos analógicos.

A novidade é uma tela de alta definição, de oito polegadas, entre os dois mostradores principais. Configurável, a tela pode exibir informações adicionais de performance, de navegação, do multimídia e do computador de bordo. A quantidade de dados disponíveis é significativa:

  • Informações gerais do veículo: velocidade instantânea; odômetro parcial; consumo médio; velocidade média para duas viagens; autonomia; consumo instantâneo; vida útil do óleo; monitoramento de pressão dos pneus; média e melhor consumo nos últimos 50, 100 e 650 km; cronômetro; horas do motor; horas marcha lenta do veículo
  • Informações de performance: indicador de força-g; cronômetro de desempenho; cronômetro de volta; temperatura do óleo; pressão do óleo; temperatura do fluído de transmissão; indicador de temperatura dos pneus
  • Informações do áudio: navegação pelas músicas, entre estações favoritas e seleção da fonte de áudio
  • Informações do telefone: realização de chamadas telefônicas; visualização dos contatos; indicador da bateria e sinal do celular pareado
  • Informações de navegação: informações de rota ativa no navegador do Chevrolet MyLink
  • Opções: função de aviso de velocidade; seleção das telas a serem exibidas em Informações Gerais do Veículo e Informações de Performance, por exemplo

Outra tela, de oito polegadas, posicionada ao centro do painel e touchscreen, exibe as funções da mais avançada geração do multimídia MyLink, com Android Auto e Apple CarPlay, comando de voz e sistema de navegação com mapas em 3D.

O console está igualmente mais funcional e ergonômico. Os comandos do sistema de ar-condicionado (dual zone) foram incorporados às molduras das saídas de ventilação e o freio de estacionamento passa a ter acionamento elétrico, que além de mais sofisticado e funcional, aumenta a sensação de espaço na cabine.

O Camaro permite ainda a customização da iluminação dos LEDs internos que contornam o multimídia, os painéis de porta e o porta-copos central. São 24 opções de cores disponíveis. A cor ambiente também muda quando o motorista troca os modos de condução. Na posição “Passeio”, indicado para condução mais tranquila, a iluminação fica azul clara. No modo “Pista”, que deixa o comportamento do carro completamente arisco, a iluminação fica vermelha.

Os bancos dianteiros estão mais anatômicos e confortáveis. Contam com sistema de ventilação interno e ajuste elétrico com três opções de memória, válidas também para os retrovisores externos; o volante redesenhado traz base reta, aquecimento e o emblema “Fifty” em todas as configurações.

A linha 2017 do esportivo da Chevrolet adiciona a sua ampla lista de itens de série partida remota pela chave ou por botão no painel, sistema de destravamento das portas por aproximação (keyless), carregador de celular wireless, sistema de som Bose, oito airbags, alerta de movimentação traseira, alerta de ponto cego com sensor de aproximação repentina e alerta de pressão e temperatura dos pneus, entre outros.

O acabamento interno é muito bom, com maior atenção às partes em que os ocupantes têm maior contato, como os apoios de braço, bancos, console e painel. Há superfícies macias ao toque e costuras pespontadas em cor contrastando com o revestimento predominantemente escuro do habitáculo.

Nota-se também maior utilização de materiais nobres em elementos decorativos. A alavanca do câmbio conta com aplique em alumínio fosco e a assinatura Camaro no topo e na base.

MOTOR DE CORVETTE

O mais potente Camaro SS de todos os tempos está equipado com o novo motor 6.2V8, o mesmo do Corvette Stingray. Cerca de 20% dos componentes do motor foram desenvolvidos especificamente para atender às especificações do Camaro, incluindo um sistema de escapamento tubular em forma de “Y”.

Este motor tem tecnologias avançadas, como a nova geração do sistema AFM (Active Fuel Management) de desligamento automático dos cilindros; em velocidades de cruzeiro, como em uma viagem tranquila por uma estrada, o sistema de gerenciamento do motor desativa metade dos cilindros para poupar combustível. De V8 você passa a estar no comando de um quatro cilindros.

O motor do Camaro ainda traz sistema de injeção direta de combustível e comando de válvulas continuamente variável, que aumenta a oferta de torque e potência dentro da faixa de rotação do motor. Tudo para oferecer desempenho e eficiência energética: o carro está até 20% mais econômico, dado que realmente não interessa a quem compra um Camaro aqui no Brasil.

Em comparação ao modelo de geração anterior, a linha 2017 do Camaro ganhou 55 cv potência e 7 mkgf de torque. Ao todo são 461 cv a 6.000 rpm e 62,9 mkgf a 4.400 rpm, números surpreendentes mesmos para veículos desta categoria. A tração é traseira, como deve ser em carros de alta qualidade.

A transmissão automática também é nova. Tem agora oito marchas, com trocas extremamente rápidas. O motorista pode optar por fazer a passagem das marchas manualmente, por meio de “borboletas” atrás do volante.

O Camaro ainda traz um sistema de ressonadores que intensifica o ruído do som do motor dentro da cabine em giros mais altos, algo que agrada quem gosta de carros esportivos.

camaro-conversivel-9

O novo Camaro é produzido nos Estados Unidos. Desde que foi lançado no Brasil, no fim de 2010, o Chevrolet Camaro teve mais de 5 mil unidades emplacadas no País, o que faz dele o esportivo de maior sucesso comercial da atualidade. É claro que o Camaro não será um campeão de vendas no Brasil, mas é um excelente cartão de visitas da marca. Não é um superesportivo, como a Chevrolet anuncia (esse título cabe ao Corvette), mas é um carro que não decepciona. Uma raridade em tempos onde o prazer ao dirigir parecia coisa do passado.

camaro-conversivel-22


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español