Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

SURPRESA: FORD MODIFICA O FOCUS NA EUROPA

Compartilhe!

977_0_pos

Depois que o Focus perdeu para o Volkswagen Golf na Europa a liderança do segmento, a Ford decidiu contra-atacar novamente, fazendo um “restyling” do modelo, que será aresentado no próximo mês, em Genebra.

Assim, o Focus foi renovado no estilo e na tecnologia. No estilo é fácil perceber as diferenças nas fotos: a frente com a grade tipo “Aston Martin”, faróis mais estreitos (semelhantes aos do novo Mondeo), novos para-choques, quatro painéis da carroceria alterados e novas lanternas traseiras. O interior foi todo renovado, os motores são mais eficientes e as suspensões alteradas para melhorar o comportamento.

Joe Bakaj, o responsável pelo desenvolvimento de produto na Ford, foi bem claro ao afirmar que “queremos de volta o título do melhor carro em termos de comportamento, e foi exatamente por isso que os nossos engenheiros trabalharam arduamente na melhoria da suspensão do Focus”.

ESTÁVEL

A maior parte dos componentes da suspensão ligados ao comportamento do carro foram substituídos ou modificados. Na dianteira, a Ford usou novos amortecedores, que oferecem melhor controle da inclinação da carroceria. As peças têm construção mais complexa, que inclui dois novos estágios de amortecimento, oferecidos por meio de uma válvula que regula a pressão do amortecedor.

976_0_pos

As molas são as mesmas, mas com apoios mais rígidos nos dois eixos, respeitando a tese usada para tornar o carro mais estável no deslocamento lateral e assim garantir maior estabilidade. Nas palavras de Bakaj, “a capacidade de entrada de curva já era muito boa, mas o novo Focus está ainda melhor, com reações mais rápidas, obtendo assim aquela dose extra de aderência e agilidade em curva”.

Os engenheiros da Ford alteraram a direção, que agora é mais leve ao centro e nos extremos do batente, além de terem peso mais progressivo, que ajuda na dirigibilidade. Também o ESP foi alterado, para entrar em ação de forma mais suave. Com tudo isso, o Focus está mais estável no comportamento em curva, garantindo a Ford que o novo carro ficou melhor também em curvas fechadas, oferecendo mais confiança ao motorista. O rolamento central do carro foi outro detalhe melhorado, com ligeiras alterações na geometria da suspensão que, assim, reduz a inclinação da carroceria.

ELETRÔNICA

Mas as mudanças não ficam por aqui! Existe um conjunto de 18 sistemas de ajudas eletrônicas ao motorista, uma novidade no segmento pelo elevado número, entre elas o “Pull Out Assist” que, utilizando os sensores do sistema de monitoramento do ângulo morto, avisa o condutor quando em manobras, da existência de veículos ou pedestres que possam atrapalhar a manobra.

Os Focus europeus vão ser diferenciados em termos de níveis de equipamento por meio das grades: os top de linha têm grade cromada com cinco barras horizontais, os modelos mais simples receberam grelha em preto brilhante, o que dá um aspecto mais esportivo ao carro. A frente do Focus vai estabelecer a base para os futuros modelos da Ford na Europa.

Não parece, mas os pára-lamas dianteiros são novos. As lanternas são menores, e não foi preciso alterar os para-lamas, só a tampa traseira foi modificada, e o vidro permaneceu o mesmo do atual Focus.

MOTORES

Na parte técnica, os motores ficaram mais eficientes em termos energético e ambiental. Surgem dois motores com emissões inferiores a 100 g/km de CO2: um turbodiesel que emite 88 g/km e um gasolina com 99 g/km. Todos os motores cumprem as normas Euro6, regras que vão entrar em vigor em setembro deste ano.

O Focus vai passar a dipor do motor 1.5 a gasolina Ecoboost com dois níveis de potência: 150 e 180 cv. Também novo é o motor turbodiesel 1.5 TDCi, que como a versão a gasolina tem duas versões de potência: 95 e 120 cv. O 1.0 litros Ecoboost, que tem 100 e 125 cv, vai continuar sendo oferecido no Focus. É o 1.0 Ecoboost que deixa o Focus a gasolina com emissão de 99 g/km, o primeiro modelo não híbrido no segmento a estar abaixo das 100 gramas de CO2.

Nos diesel, o 2.0 TDCI foi profundamente revisto e a Ford afirma que está 14% mais econômico quando equipado com caixa de câmbio manual.

Por dentro, a Ford apostou na simplicidade, por exigência dos clientes. Ou seja, a pesquisa da marca indicava que as pessoas gostavam de muitos botões, mas na prática os gostos parece que mudaram bastante.

MAIS SIMPLES

“A tecnologia avança tão depressa no que toca às telas touchscreen que decidimos escutar os nossos clientes e investimos num interior mais limpo e ergonômico, incluindo o sistema SYNC II com todas as suas novidades, agora mais fácil de usar e mais interativo, com comandos junto ao volante”, explicou Barb Samardzich, executivo da Ford Europa.

979_0_pos

Não há ainda novidades no esportivo Focus ST, mas a Ford prometeu que estas versões receberão as mesmas alterações do modelo “normal”. A Ford não fala num eventual Focus RS, mas existem boatos que a marca pode usar o motor 2.3 litros Ecoboost do Mustang “europeu” no Focus e trazer de volta assim a versão RS.

Não há notícias sobre se e quais destas mudanças estarão presentes no Focus vendido no Brasil, já que o modelo comercializado aqui foi lançado no final do ano passado.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español