Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Tecnologia: Audi vai usar molas de fibra de vidro

Compartilhe!

c3a9172c02e6f82f398068f6eb88a9c0_L

As novas molas de suspensão da Audi são feitas de um polímero reforçado com fibra de vidro. Isso garante economia de 40% no seu peso.

Desenvolvidas pela Audi em parceria com um fornecedor italiano, as molas são identificadas pela cor verde (na foto) e, como a fibra é mais grossa, no geral tem diâmetro inferior com um número menor de voltas que a equivalente de ferro. O mais importante é que a mola GFRP (polímero reforçado a fibra de vidro) é 40% mais leve, pesando aproximadamente 1,6 kg num modelo médio do segmento top de linha, o que representa redução de 4,4 kg do peso total do carro.

Pelo que afirmou Ulrich Hackenberg, membro do conselho de gestão para o desenvolvimento técnico da marca, em comunicado à imprensa, “as molas GFRP economizam peso num ponto crucial da suspensão. Estamos com isso tornando a direção mais precisa e aumentando o conforto”. Estas molas podem ser calibradas especificamente para cada aplicação.

O núcleo da mola consiste em fios de fibra de vidro cruzados entre si e depois cobertos com uma resina epóxi. Uma máquina enrola então fios adicionais, alternando entre ângulos de 45 graus positivos e negativos em relação ao eixo longitudinal. For fim, o produto passa por uma cura feita em forno a mais de 100 oC. Além da redução no peso, a construção em fibra de vidro torna as molas GFRP imunes à corrosão e a agentes químicos, como produtos de limpeza e solventes.

Ainda antes do final deste ano, as GFRP estarão presentes num carro da Audi médio e top de linha.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español