Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Test Drive: Chevrolet Onix Effect

Compartilhe!

IMG_2766

Depois dos desaparecidos -no Brasil- Agile e Sonic, agora chegou a vez do Onix ganhar a série especial Effect. Não se preocupe, o carro não está para ter o mesmo destino dos anteriores, pelo contrário; é o best seller da GM no Brasil e um dos modelos mais vendidos do mercado.

Devido à boa aceitação desta série especial nos modelos Agile e Sonic, com 900 unidades vendidas de cada um, a Chevrolet incluiu o Effect no seu portfólio junto com as versões LT e LTZ. Serão produzidas 6.600 unidades por ano da nova versão. Bom para quem quer alguma exclusividade.

O Effect foi apresentado no Salão do Automóvel e teve boa receptividade, e assim a sériers de visual mais esportivo em pouco tempo chegou à linha de montagem. Claro que isso já estava nos planos da marca.

 Disponível nas cores Branco Summit e Vermelho Pepper -a avaliada- o Onix Effect chega às concessionárias custando R$ 50.190, mesmo preço da versão top de linha LTZ.

O estilo foi desenvolvido pelo Centro de Design da Chevrolet no Brasil, e vem com alguns acessórios exclusivos, incluindo como spoiler dianteiro e traseiro, saias laterais e extrator na traseira, que em tese melhoram a aerodinâmica; para surtir efeito mesmo precisaria andar mais perto dos 200 km/h. Mas pelo menos o apelo estético ficou muito interessante. Também temos o teto pintado de preto brilhante, grade dianteira preta, faróis com moldura escurecedora, lanternas traseiras escurecidas, novas rodas de aro 15 pinyadas de grafite e adesivos coloridos no capô, nas laterais e na tampa do porta-malas. No nosso gosto, plenamente dispensáveis.

No interior, destaque para o volante multifuncional (é a única versão da linha que tem câmbio manual e comandos do som junto ao volante) com boa empunhadura -é mais grosso e tem a base reta- e molduras e detalhes das saídas de ar no painel em vermelho. Tem ainda tapetes bordados e  instrumento com grafismo alusivo à versão.

Entre os itens de série do Effect estão o indispensável ar-condicionado, direção hidráulica, banco do motorista com regulagem de altura, som de alerta para o cinto de segurança não atado, travas/vidros dianteiros/espelhos com comandos elétricos, além dos obrigatórios por lei freios ABS com EBD e airbag duplo.

Debaixo do capô está o eficiente e econômico motor 1.4 de 106 cv (com etanol) que trabalha acoplado ao câmbio manual de cinco marchas; esta é a única configuração possível.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español