Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

“The Beast”: o Cadillac de Barack Obama

Compartilhe!

Depois do assassinato do presidente John Kennedy, em novembro de 1963, o Serviço Secreto dos Estados Unidos passou a dedicar ainda mais cuidado à limusine presidencial. A atenção é tanta, que as especificações são absolutamente secretas. Entre boatos e fatos reais, conheçam -com todo respeito- a “Besta” de Barack Obama.

obama-car-750x400@2x

Como não podia deixar de ser, a produção do carro do presidente dos Estados Unidos segue a tradição “Made in USA” dos seus antecessores -que quase sempre usaram Cadillac ou Lincoln- e desta vez não foi diferente: ficou a cargo da General Motors, por meio da Cadillac. A limusine presidencial de Barack Obama é conhecida como “The Beast” (a Besta) e é fácil perceber porquê.

the-beast-1-750x498@2x

Como nada sobre o carro é divulgado em detalhes, estima-se que o Cadillac-Besta a serviço de Barack Obama pese mais de 7 toneladas, e apesar da sua aparência relativamente normal (chassi do Chevrolet Kodiak, traseira do Cadillac STS, faróis e espelhos do Cadillac Escalade e aparência geral que se assemelha ao Cadillac DTS) é quase um tanque de guerra, preparado para responder a ataques terroristas e potenciais ameaças.

the-beast-2

Entre os vários recursos de defesa –pelo menos os que são conhecidos– fazem parte vidros à prova de bala com 15 cm de espessura (capazes de suportar munições de guerra), pneus Goodyear especiais anti-furo, tanque de combustível blindado, sistema de visão noturna, proteção contra ataques bioquímicos, canhões de gás lacrimogêneo e metralhadoras prontas para disparar.

Em casos de emergência, existe ainda a bordo uma reserva de sangue com o mesmo tipo sanguíneo de Barack Obama e um tanque de oxigênio para eventuais ataques químicos.

Obama-Presidencial-Car-3-750x501

No interior podemos encontrar todos os luxos a que um presidente tem direito, desde banco revestido de couro até sistema de comunicação avançado com ligação direta com a Casa Branca. Ao volante não está um simples motorista, mas sim um agente secreto altamente treinado.

Como dissemos, por motivos de segurança as especificações do carro permanecem secretas, mas sabe-se que está equipado com um motor 6.5V8 a diesel. Também em teoria, a velocidade máxima não supera os 100 km/h. Já o consumo é estimado em 1,2 km//litro.

the-beast_daily-mail-620x428

No total, o custo de produção de cada uma dessas limusines (são várias) é de cerca de US$ 1,5 milhões por unidade. Quando desativadas, não serão encontradas no mercado de carros usados. São destruídas por questões de segurança (a parte eletrônica poderia armazenar dados estratégicos para a segurança dos Estados Unidos) ou “depenadas” e doadas a algum museu.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *