Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Toyota Land Speed ​​Cruiser: V8, 2.000 cv e 370 km / h

Compartilhe!

Houve um tempo -não muito distante- em que a sempre conservadora e não menos eficiente Toyota imaginou que seria uma boa ideia estabelecer alguns recordes. Durante esse período, a marca japonesa pegou uma unidade do seu bem-sucedido jipão Toyota Land Cruiser -modelo cujo nome ela mantém em catálogo desde 1951- e apresentou um protótipo para testes em formato muito especial, longe do conceito original para o qual o modelo havia sido concebido. Ou seja, queria chegar onde outros carros não podiam sequer sonhar.

Land Speed ​​Cruiser, ou quando a Toyota criou uma besta V8 de 2.000 hp capaz de rodar 370 km / h

Com essa ideai e boa dose de insanidade , a Toyota criou o Land Speed ​​Cruiser VMAX , um SUV novo e para um segmento inexplorado, visão radical do bem sucedido modelo japonês.

O Land Cruiser alcançou o status de “cultuável” como modelo, graças à sua versatilidade: o SUV pode enfrentar terrenos mais acidentados e sempre fez parte de expedições no fora de estrada com a mesma confiabilidade que oferece nas ruas e estradas.

Embora parecesse uma ideia absolutamente maluca, o Centro Técnico Toyota Motorsports (MTC) em Los Angeles, California, responsável pelo desenvolvimento dos carros de corrida da NASCAR – assumiu este novo desafio, de estabelecer algum recorde .

O objetivo era ir a algum Festival de Velocidade com um Land Cruiser V8, visualmente quase convencional, mas mecanicamente bastante refinado. Um trabalho tentador demais para não deixar vestígios.

Quase todos os componentes do Land Speed ​​Cruiser foram modificados e preparados para registrar o recorde.

Na primeira etapa do trabalho, o Land Cruiser se tornou atração da SEMA em Las Vegas, em novembro de 2016. Pneus de baixo perfil ZR 20 315/35 montados em rodas forjadas, câmeras aerodinâmicas no lugar de espelhos retrovisores, pintura especial em preto profundo… Com isso a Toyota rebatizou o modelo como Land Speed ​​Cruiser .

Apesar do fato de que, apenas com a estética eles atraíram a atenção de todos, parece que eles queriam mais, ou seja, obter algum recorde mundial de velocidade .

A cabine foi todo esvaziado, exceto pelo banco do motorista/piloto, mais monitores e instrumentos adicionais. Foram instalados um banco com estrutura leve e cintos de segurança de acordo com as especificações da FIA, bem como um “santantonio” reforçado.

Sob o capô do Toyota recordista mundial, encontramos um motor a gasolina 5.7V8 que, nos modelos americanos, tinha 375 cv como padrão. Modificado para atingir estonteantes 2000 cv.

Para obter os 2000 cv de potência máxima, os engenheiros da MTC usaram inicialmente dois turbocompressores Garrett, que garantiam pressão de até 3,8 bar. O modelo tinha uma válvula de alívio descarga e um intercooler especialmente desenvolvido pela MTCI (Toyota Motorsports Technical Center Inc). Graças a tudo isso, este Land Cruiser se tornou um SUV recordista, graças à velocidade máxima de 370 km/h.

Três bombas de gasolina foram responsáveis ​​pelo suprimento de combustível, e o sistema de exaustão também foi especialmente desenvolvido, terminando em duas saídas laterais. Para lidar com estas transformações, o V8 recebeu, entre outros detalhes, pistões e bielas reforçadas. O Land Cruiser usava transmissão automática de oito velocidades da Weismann.

Nas primeiras tentativas, o Toyota Land Speed ​​Cruiser não alcançou o título de “SUV mais rápido do mundo”. Mas o piloto Craig Stanton ajustou o Land Speed ​​Cruiser no Toyota Proving Ground e, ao lado do ex-piloto da Toyota na NASCAR, Carl Edwards, chegou aos 370,18 km/h, o que na época permitiu à marca estabelecer o recorde mundial de velocidade para SUVs.


Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español